F1: Lewis Hamilton vence GP do México

O britânico Lewis Hamilton (McLaren) vencen este domingo (30/10) o GP do México, no Circuito Hermanos Rodríguez, 19ª etapa da temporada. Foi a oitava vitória de Hamilton no ano, e 51ª na categoria. O alemão Nico Rosberg completou a dobradinha da Mercedes. O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) fechou o pódio.

A largada foi movimentada. Pole-position, Hamilton travou o pneu dianteiro direito na primeira curva, saindo reto pela grama, mas voltando sem perder a liderança.

Segundo no grid, Rosberg foi pressionado pelo holandês Max Verstappen (Red Bull), terceiro na largada, os dois carros se tocaram, com o líder do campeonato também dando um passeio pela grama. Sem perder a segunda posição. O incidente foi investigado pelos comissários da prova, sem nenhuma punição sendo aplicada.

O alemão Nico Hulkenberg (Force India) superou o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), pelo quinto lugar. O brasileiro Felipe Massa (Williams) ganhou três posições, indo para sexto.

No meio do pelotão, o sueco Marcus Ericsson (Sauber) e o alemão Pascal Wehrlein (manor) se tocaram, com o alemão batendo forte no muro. Ericsson levou o carro até os boxes, retornando a prova. O Safety-Car virtual foi acionado.

Hamilton entrou nos boxes na 17ª volta, voltando em quarto. Rosberg liderou as três voltas seguintes, até entrar nos boxes.

Vettel permaneceu na pista, e assumiu a liderança. O tetracampeão adiou a sua parada até a 32ª volta.

Hamilton reassumiu a liderança, seguido por Rosberg, Verstappen, Ricciardo, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) e Vettel. Massa era o nono colocado.

Verstappen foi para cima de Rosberg, e na 50ª volta, aproveitando a presença de um retardatário, o holandês tentou a ultrapassagem,   mas saiu da pista. Com Rosberg mantendo a posição.

Vettel começou a tirar a vantagem de Verstappen, e faltando três voltas para o final, foi para cima do holandês. Que travou os pneus, e passou reto, cortando caminho pela grama.

Riccardo tentou aproveitar a situação, para tentar superar Vettel. Os dos carros chegaram a se tocar, com a Ferrari mantendo o terceiro lugar.

Hamilton venceu com 8s3 de vantagem sobre Rosberg.

Verstappen cruzou em terceiro, mas levou uma punição de cinco segundos, por exceder os limites da pista. Caindo para quinto lugar.

O holandês já estava na antessala, junto com Hamilton e Rosberg, quando, pelo monitor de televisão, viu a confirmação da punição. Desapontado, Verstappen deixou o local.

Vettel, que havia levado o seu carro para os boxes, foi correndo para se juntar a dupla da Mercedes.

Antes da divulgação da punição, Vettel, via rádio, fez várias criticas a Direção de Prova. E após a linha de chegada, emparelhou a sua Ferrari com a Red Bull, fazendo o sinal de negativo para o holandês. Que comemorava o terceiro lugar.

“Fiquei muito bravo no carro, mas espero que todos entendam minha reação, porque meu coração estava batendo forte. Depois, o Verstappen saiu da pista e não se moveu da forma correta. Quando cruzei a linha de chegada, eu estava frustrado, mas de repente fui avisado da punição de Max”, disse o alemão.

Ricciardo passou para quarto, seguido por Verstappen. A dupla da Red Bull não gostou da decisão da Direção de Prova.

“Acho que ele precisa voltar para a escola para aprender uma linguagem nova. Ele é um cara muito frustrado no momento”, declarou Verstappen.

“Sinto que Sebastian fez o que todo mundo vem se queixando ultimamente. Ele não merece estar no pódio”, disse Ricciardo, que marcou a melhor volta da prova: 1m21s134, na volta 53.

Raikkonen, Hulkenberg, o finlandês Valtteri Bottas (Williams), Massa e o mexicano Sergio Pérez (Force India) fecharam os dez primeiros. O brasileiro Felipe Nasr (Sauber) terminou na 15ª posição.

Rosberg lidera o campeonato com 349 pontos, 19 a mais do que Hamilton.

A próxima etapa, o GP do Brasil, acontece no dia 13 de novembro.

Vettel perde o pódio

Após a prova, Vettel recebeu uma punição de dez segundos, por fazer uma anormal mudança de direção potencialmente perigosa, na disputa com Ricciardo.  Caindo da terceira para a quinta posição.

Ricciardo foi promovido ao terceiro lugar, seguido por Verstappen.

Final:

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 71 voltas
2. Nico Rosberg  ALE Mercedes-Mercedes +8.3
3. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG Heuer +20.8
4. Max Verstappen HOL Red Bull-TAG Heuer +21.3*
3. Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari  +37.3**
6. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +49.3
7. Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes +58.8
8. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +65.6
9. Felipe Massa BRA Williams-Mercedes +76.2
10. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +76.7
11. Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari +1 volta
12. Jenson Button GBR McLaren-Honda +1 volta
13. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +1 volta
14. Jolyon Palmer GBR Renault-Renault +1 volta
15. Felipe Nasr BRA Sauber-Ferrari +1 volta
16. Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari +1 volta
17. Kevin Magnussen DIN Renault-Renault +1 volta
18. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari +1 volta
19. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari +1 volta
20. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +1 volta
21. Esteban Ocon FRA MRT-Mercedes +2 volta

Abandonos:

Pascal Wehrlein ALE MRT-Mercedes 0 volta
      
* Cinco segundos de punição por exceder os limites da pista
** Dez segundos de punição por mudança de direção em disputa com Ricciardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *