F1: Nico Rosberg vence o sétimo GP consecutivo

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) venceu neste domingo (01/05), o GP da Rússia, no Circuito de Sochi, quarta etapa da temporada. Foi a sétima vitória consecutiva de Rosberg (as três últimas de 2015 e as quatro primeiras deste ano). O britânico Lewis Hamilton completou a dobradinha da Mercedes. O finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) terminou em terceiro.

Pole-position, Rosberg dominou mais uma vez, vencendo de ponta a ponta. Saindo da décima posição do grid (deve problemas de motor durante a classificação), Hamilton fez uma ótima prova. O atual campeão alcançou a segunda posição antes da metade da prova. Mas não teve chances de tentar a vitória, terminando 25 segundos atrás de Rosberg.

Raikkonen completou o pódio.  O finlandês Valtteri Bottas (Williams) terminou em quarto, seguido pelo parceiro de equipe, o brasileiro Felipe Massa.

O espanhol Fernando Alonso (McLaren) conquistou um ótimo sexto lugar.  O dinamarquês Kevin Magnussen (Renault) terminou em sétimo, com a equipe francesa conquistando os seus primeiros pontos em sua terceira passagem pela F-1.

O francês Romain Grosjean (Haas) foi o oitavo, seguido pelo mexicano Sérgio Pérez (Force India). O britânico Jenson Button (McLaren) fechou os dez primeiros. Desde o GP da Hungria do ano passado, a equipe britânica não terminava com seus dois carros na zona de pontos.

O brasileiro Felipe Nasr (Sauber) terminou na 16ª posição.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) levou dois toques do russo Daniil Kvyat (Red Bull) logo após a largada. No segundo, o alemão foi direto no muro, abandonando.  Kvyat teve que ir para os boxes, trocar o bico do carro. Depois levou um stop-and-go de dez segundos.

A batida entre Vettel e Kvyat acabou provocando outros acidentes atrás. Com o alemão Nico Hulkenberg (Force India) e o indonésio Rio Haryanto (Manor) abandonando com os carros avariados.

Foi a segunda vez consecutiva que Kvyat provoca um acidente com Vettel logo na largada (Na China o russo espremeu Vettel, que acabou tocando em Raikkonen, provocando o abandono do finlandês).

Muito chateado, Vettel chegou a ir até os boxes da Red Bull, equipe pela qual conquistou quatro títulos mundiais, para conversar com Christian Horner, chefe da equipe.

Rosberg lidera o campeonato com 100 pontos. Hamilton em segundo soma 57, seguido por Raikkonen com 43. Massa é o sexto com 32.

A próxima etapa, o GP da Espanha, acontece no dia 15 de maio.

Final:

1. Nico Rosberg    ALE Mercedes-Mercedes 53 voltas em 1h32m41S997
2. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes    +25.022s
3. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +31.998s
4. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +50.217s
5. Felipe Massa    BRA Williams-Mercedes +1m14.427s
6. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +1 volta
7. Kevin Magnusse DIN Renault-Renault +1 volta
8. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +1 volta
9. Sergio Perez    MEX Force India-Mercedes +1 volta
10. Jenson Button GBR McLaren-Honda +1 volta
11. Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari +1 volta*
12. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-Renault +1 volta
13. Jolyon Palmer GBR Renault-Renault +1 volta
14. Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari +1 volta
15. Daniil Kvyat RUS Red Bull-Renault +1 volta
16. Felipe Nasr    BRA Sauber-Ferrari +1 volta
17. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari +1 volta
18. Pascal Wehrlein ALE Manor-Mercedes +2 voltas**

Abandonos:

Max Verstappen HOL Toro Rosso-Ferrari 34 voltas
Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari 0 volta
Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes 0 volta
Rio Haryanto IND Manor-Mercedes 0 volta

Volta mais rápida

Nico Rosberg ALE Mercedes-Mercedes 1m39s094 na volta 52

* dez segundos punição
** cinco segundos punição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *