Papo de Box: Thiago Camilo. Espetacular vitória da maturidade em Curitiba

Abertura da Stock Car e da WTCC em Curitiba
Olá, moçada!

Todos nós que gostamos e acompanhamos o automobilismo de competição, já vimos pilotos rápidos despontarem no cenário nacional e internacional, e se tornarem grandes promessas. Muitas que não se cumprem. Não é o caso do Thiago Camilo. Desde que começou na Stock Car, já mostrou muita rapidez e coragem, fazendo grandes ultrapassagens e dividindo a pista palma a palmo com os seus muito mais experientes adversários.

Mas o que eu quero aqui destacar, além da óbvia competência do Thiago Camilo, é o fato de que ele começou sua carreira no automobilismo, já na categoria Stock Car light, isto é, sem nunca pilotar carros de fórmula, nem muito menos correr fora do Brasil. Embora não tenha experiência internacional Camilo é um dos melhores pilotos do automobilismo contemporâneo. Como já disse em outro oportunidade, Camilo é filho legítimo da Stock Car!

Essa primeira etapa da Stock Car V8 que aconteceu em Curitiba (20/03), com a brilhante vitória de Thiago Camilo, também serviu como abertura da WTCC – World Touring Car Championship (Campeonato Mundial de Carros de Turismo), teve o condão de demonstrar o desenvolvimento do automobilismo brasileiro, tanto na tecnologia dos carros quanto na dos pilotos.

Os nossos carros da Stock Car V8 são infinitamente mais bonitos, rápidos e bravos que os carros da WTCC, que parecem os carros da Stock Car de 25 anos atrás, com pequenas rodas aro 15. Não importa se o regulamento foi concebido desta forma, o que importa é que na comparação, o que é natural, eles perdem de longe para os nossos carros.

Por outro lado, os nossos pilotos são muito mais técnicos e arrojados que estrangeiros que disputam o WTCC. Os carros não fazem nenhum barulho, porque são turbo, tem as rodas muito pequenas e os pilotos são extremamente comedidos, com raríssimas ultrapassagens. Chegam até a demonstrar certa ingenuidade na defesa de posições.

O que pude ver na corrida do domingo, bem como os alemães de equipe da BMW, que estavam do meu lado no alambrado, foi uma vitória espetacular do Thiago Camilo, que largou lá de trás e teve inteligência e maturidade para não se envolver em nenhuma confusão, imprimir um ritmo fortíssimo sem estragar os pneus e vencer brilhantemente a primeira etapa do campeonato, correndo por outra equipe.

Camilo provou que o bom piloto pode vencer na sua estréia em outra equipe (RC Competições), mesmo que sem o melhor carro e que nessa nova casa já existam dois pilotos campeões, como é o caso de Ricardinho Maurício e Max Wilson.

A Stock Car confirmou que não deve nada a nenhuma categoria internacional e o Thiago Camilo provou que está maduro e pronto para conquistar o seu primeiro título de campeão. É isso aí. Até a próxima.

PAULO VALIENGO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest