100 Km da Copa Joy foi um verdadeiro sucesso

Categoria realizou seu primeiro endurance na tarde deste domingo, 10, no autódromo de Velocitta, em Mogi Guaçu.

A tarde de domingo foi mais um divisor de águas para a equipe Alpie e a Copa Joy Chevrolet, que realizou sua primeira corrida de endurance da história. Ao todo, foram mais de 20 pilotos inscritos para a disputa e o que se viu foi uma verdadeira batalha sob chuva em Mogi Guaçu.

A corrida que começou sob a intervenção do safety car, teve Diego Augusto #48, campeão da temporada de 2021, na pole position. Augusto segurou bem as investidas dos adversários nas primeiras voltas, mas a chuva permanecia em todas as regiões do traçado dificultando a velocidade e as manobras de ultrapassagem dos pilotos.

Tiago Lopes,  no carro #147 acabou  rodando, seu carro morreu e com isso perdeu duas voltas, a partir daí iniciou uma corrida de recuperação. Diego Augusto já sofria uma pressão de Luiz Cirino #59, enquanto um pouco mais atrás Sandro Siqueira #11, Giovani Almeida #37 e Alexandre Peppe #44 faziam uma bela batalha. Jeff Gomes #1, já chegava neste pelotão após ganhar algumas posições.

A corrida começou a ganhar mais emoção, pois os pilotos passaram a ter mais confiança mesmo com o traçado molhado. Enzo Gianfratti #19, passou a lutar pelas primeiras colocações um pouco mais atrás Marcelo Neves #86, vinha tentando abrir caminho. Pouco antes da metade do tempo regulamentar da corrida, iniciou-se a sequência de paradas obrigatórias nos pits, que tinham que ter cinco minutos de duração.

Quando os primeiros pilotos começaram a realizar suas paradas o que se viu foi também uma mudança climática. A chuva passou a diminuir e com isso os tempos de volta passaram a cair. Não demorou muito para que os ponteiros também passassem a fazer as suas paradas, Enzo Gianfratti e Giovani Almeida foram os primeiros do grupo da frente a parar. Um pouco mais atrás, Marcelo Neves vinha disputando posições com Daniel Dias #12 e em determinado momento, os carros acabaram por se tocar.

Com a pista um pouco mais seca, não demorou muito para que alguns carros passassem a virar tempos muito rápidos e aí a estratégia da parada antecipada começou a fazer valer a pena.

Humberto Guerra Jr. que havia assumido o carro #37 de Giovani Almeida, passou a andar bem rápido, Gianfratti seguia pelo meio do pelotão, mas também era rápido e constante.

A essa altura, Luis Cirino, Alexandre Peppe e Jeff Gomes figuravam nas primeiras colocações, mas esses pilotos acabaram tendo problemas com suas paradas. Cirino acabou não cumprindo o tempo mínimo de parada exigido. Peppe, Diego Augusto, André Pedrotti #99  e Jeff Gomes acabaram indo aos boxes com os mesmos já fechados. Com os carros bem espalhados pelo traçado, além de uma série de punições a ser administradas no final da corrida, ninguém sabia que realmente estava na liderança e os comissários de prova tiveram muito trabalho.

No final, além das grandes disputas nas pistas, o que se viu foi um excelente trabalho realizado pela equipe Alpie que demonstrou o profundo conhecimento do equipamento e acima de tudo, comprovou a resistência e a eficiência dos carros em um traçado extremamente técnico quanto o de Velocitta.

 

O que eles disseram:

“Foi um fim de semana de muito aprendizado. Larguei na sexta posição de baixo de muita chuva e logo ganhei algumas posições. Estava tudo certo pra subir no pódio, mas um erro na janela de abertura de box me tirou a vitória. Paciência! Que esse fato nos sirva de aprendizado e de qualquer forma, me diverti demais na pista. Parabéns a toda equipe Alpie pelo trabalho fantástico que sempre fazem e agora vamos nos preparar para a próxima corrida.” Alexandre Peppe #44.

“Não andei bem no sábado e acabei me classificando na nona posição. Com a chuva tive um bom ritmo e cheguei a figurar no segundo lugar, acontece que eu errei na janela de parada nos pits e acabei desclassificado por conta disso, mas seguramente eu terminaria a disputa no segundo lugar.” Jeff Gomes #1.

“Foi uma disputa bem desafiadora. Depois da última etapa em Interlagos, achávamos que seria um pouco mais tranquilo aqui em Velocitta, mas acabou não sendo. Nos treinos acabei tendo problema no meu carro e fui para a disputa com um carro reserva largando da 16°posição. Fiz minha corrida com calma, senti o traçado melhorando ao longo da corrida e consegui terminar no terceiro lugar, um grande resultado aqui na Copa Joy.” Marcelo Neves #29/#86.

“Foi bem disputada a corrida, com condições de tempo bem complicadas, mas começamos com calma e vale ressaltar o nosso grande trabalho nos boxes que nos trouxe um bom resultado.” João Pedro Velard #90.

“Foi bem legal a disputa apesar de eu nunca ter andado na chuva. No final do mês passado a equipe Alpie me fez o convite para esta disputa e na hora  aceitei. É uma satisfação enorme estar aqui, sou super bem tratado por todos aqui, então são só agradecimentos pelo grande final de semana.” Alexandre Canassa #71.

“Estou muito feliz com o resultado. Estamos fazendo um trabalho muito bem-feito, eu, meu coach Pedro Pimenta e meu pai, pois sem eles teríamos tido problemas nos boxes, mas feliz com a primeira posição na corrida. Esta foi a minha primeira disputa com pista molhada e mostra que estamos no rumo certo e sempre adquirindo experiências.” Enzo Gianfratti #19.

“Eu nunca tinha andado no Velocitta, nem com pista seca e nem molhada. Além disso, nossa experiência com a Copa Joy foi de uma etapa em Interlagos. Fizemos uma corrida conservadora e na largada não conseguíamos enxergar nada, então tentei poupar o equipamento o máximo possível para entregar para o Humberto (Guerra Jr.). Quando ele assumiu, começou a andar tão rápido quanto os líderes e com as penalizações conquistamos esse segundo lugar que para gente é como uma vitória em virtude da nossa pouca experiência na Copa Joy.” Giovani Almeida #37.

“Quero agradecer ao Giovani (Almeida) pela oportunidade de estar com ele nesta corrida, por ter me entregado um carro em condições de fazer tempos próximos aos líderes e conseguir andar bem enquanto os adversários estavam nos pits. Vale destacar também que na classificação fomos muito bem. Largamos no quinto lugar com um grid tão qualificado como tivemos aqui hoje. Que venham mais corridas como essa e com grandes resultados.” Humberto Guerra Jr. #37.

 

A Copa Joy Chevrolet conta com o apoio da Chevrolet, Goodyear, Hiper Freios, Pro Tune, Impacto Amortecedores, Auto Service, SWK Condicionador de Metais e do Portal High Speed Brazil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *