24 Horas de Le Mans: Senna larga em 2º nas 24 Horas de Le Mans

Trio da Rebellion surpreende e supera uma das favoritas Toyota no qualifying

Com Bruno Senna no cockpit do protótipo Oreca-Gibson da divisão LMP1, a Rebellion Racing vai largar num pouco provável segundo lugar das 24 Horas de Le Mans, a tradicional prova de resistência válida pela 7ª e penúltima etapa da temporada 2019/2020 do Campeonato Mundial de Endurance – FIA WEC. A largada está marcada para as 9h30 (Brasília) deste sábado e as quatro primeiras horas terão transmissão ao vivo pelo Fox Sports.

 

O norte-americano Gustavo Menezes foi o piloto escalado pelo time suíço para o novo formato de definição do grid – Hiperpole – e brilhou ao se colocar entre os dois carros da casa japonesa, perdendo para Kamui Kobayashi por somente cinco décimos de segundo. “Foi muito bom hoje. Estamos surpresos de bater uma Toyota, que em termos de ritmo máximo ainda tem vantagem. Gustavo fez uma supervolta no qualifying e provavelmente também estamos com um pouquinho mais de tempo no carro. Para nós, estar ali já é mais do que bom”, comentou Bruno.

 

As posições de largada podem ser pouco relevantes numa maratona de 24 horas, normalmente marcada por mudanças nas condições climáticas, acidentes e quebras mecânicas, mas no caso da Rebellion qualquer vantagem poderá ajudar na árdua missão de superar a Toyota. “A corrida será outro esquema. A Toyota tem uma grande superioridade no tráfego. Ganhar é difícil, sabemos, mas vamos fazer o possível. Eu largo e quero tentar passar a Toyota na primeira volta e pelo menos tentar atrasá-los um pouco”, adiantou. A possibilidade de chuva preocupa. “Aí as coisas complicariam bastante para nós, já que nossa performance no molhado não tem sido boa.”

 

Bruno ocupa a terceira colocação na classificação de pilotos, com 109 pontos – 28 atrás dos líderes Kobayashi, Jose Marias Lopez e Mike Conway. Como a pontuação em Le Mans é dobrada – o ganhador levará 50 pontos -, Bruno tem chances de ao menos reduzir a diferença com uma terceira vitória no calendário e levar a definição para novembro no Bahrein. Campeão da LMP2 em 2017, Bruno é o único piloto na história do Mundial de Endurance de ter saído na pole, vencido e estabelecido a melhor volta nas quatro divisões do campeonato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *