24 Horas de Nürburgring: Quarteto da Black Falcon vence na Alemanha

O trio Bernd Schneider/Jeroen Bleekemolen/Sean Edwards/Nicki Thiim (Mercedes SLS/ Black Falcon) venceu nesta segunda-feira (20/05), a 41ª edição das 24 Horas de Nürburgring, na Alemanha. Foi a primeira vitória da Mercedes na tradicional prova de longa distancia; disputada desde 1970.

A prova começou com pista seca, as 17h30m de domingo (horário da Alemanha).  Pouco depois começou a chover. Com a noite e uma forte nevoa, as condições da pista ficaram extremamente difíceis. Pouco depois das 23h00 locais, a organização da prova acionou a bandeira vermelha, de paralisação. Com isso várias equipes (eram 175 carros) puderam trabalhar nos carros avariados.  Apenas as 8h20m, após 9h20m de paralisação, a prova recomeçou.

Schneider/Bleekemolen/Edwards/Thiim venceram, com apenas 2m39s781 de vantagem sobre o trio Maxime Martin/Yelmer Buurman/Andrea Piccini / Richard Göransson (BMW Z4/ MarcVDS). O quarteto da Mercedes #9 completou apenas 88 voltas no “Inferno Verde” de 22 km (na edição de 2012 os vencedores completaram 155 voltas). 

Bleekemolen saiu do circuito antes do reinicio. Sua esposa estava para dar a luz a gêmeos. Schneider e Edwards se revezaram na condução do carro no restante da prova.

Martin assumiu a liderança em uma relargada, abrindo 17 segundos de vantagem em uma volta. Porém um acidente com Buurman, em sua volta de entrada na pista, fez o BMW perder muitas posições.

Martin voltou à condução do BMW, e com uma grande condução, foi recuperando posições. Na hora final, o belga passou dois carros da Rowe Racing, assumindo o segundo lugar.

Schneider entregou o Mercedes SLS para Edwards, que com três minutos de vantagem, pode administrar os avanços de Martin (que era 20 segundos mais rápido do que os rivais) .

Schneider/Bleekemolen/Edwards/Thiim venceram a prova pela primeira vez.

O quarteto Klaus Graf/Thomas Jäger/Jan Seyffarth/Nico Bastian (Mercedes SLS/Rowe), com uma volta de atraso, completou o pódio.

Outra Mercedes SLS da Rowe Racing, com o quarteto Lance David Arnold/Alexander Roloff/Jan Seyffarth/Thomas Jäger, terminou em quarto.

Quarteto que alinhou na pole-position Mike Rockenfeller/Marcel Fässler/Frank Stippler/ Markus Winkelhock (Audi R8/Phoenix) chegou em sexto, seguido pelo quarteto Dirk Adorf/Claudia Hürtgen/ Jens Klingmann/Martin Tomczyk (BMW Z4/Schubert).

O segundo carro do Team Schubert, que tinha entre os pilotos o brasileiro Augusto Farfus, em quarteto com os alemães Uwe Alzen e Dirk Müller, abandonou após um acidente com os parceiros de equipe.

Logo no começo da prova, com pouca visibilidade, Alzen acertou a traseira do BMW Z4, conduzido no momento por Hürtgen. O alemão ainda evitou um toque mais direto, mas a colisão provocou o abandono do quarteto.

O quarteto Darren Turner/Stefan Mücke/Allan Simonsen/Pedro Lamy (Aston Martin Vantage/Aston Martin) liderava a prova, antes da paralisação em bandeira vermelha. Contudo após o reinicio da prova, o Aston Martin Vantage começou a perder aderência na pista molhada, e posições. Um toque no muro no começo afetou a dirigibilidade no restante da disputa, com o quarteto terminando na 10ª posição.

210 mil pessoas acompanharam a prova em  Nürburgring.

Final:

1 – Schneider-Bleekemolen-Edwards-Thiim (Mercedes SLS) – Black Falcon – 88 voltas
2 – Martin-Piccini-Buurman-Göransson (BMW Z4) – MarcVDS – 2’39″781
3 – Graf-Jäger-Seyffarth-Bastian (Mercedes SLS) – Rowe – 1 volta
4 – Arnold-Roloff-Seyffarth-Jäger (Mercedes SLS) – Rowe – 1
5 – Rockenfeller-Fässler-Stippler-Winkelhock (Audi R8) – Phoenix – 1
6 – Adorf-Hürtgen-Klingmann-Tomczyk (BMW Z4) – Schubert – 1
7 – Lieb-Dumas-Luhr-Bernhard (Porsche 997) – Manthey – 1
8 – Ammermüller-Stippler-Stuck-Stuck (Audi R8) – Phoenix – 2
9 – Biela-Joens-Ludwig-Rusinov (Audi R8) – Phoenix – 2
10 – Turner-Mücke-Simonsen-Lamy (Aston Martin Vantage) – Aston Martin – 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *