ALMS: Jaime Melo vence pela segunda vez as 12 Horas de Sebring

Para ter brasileiro à disposição em toda a corrida, equipe abre mão da posição no grid e inicia temporada da American Le Mans na liderança.

Mais uma vez, Jaime Melo Júnior levou o Brasil ao topo do pódio em uma das prova de longa duração mais importantes do automobilismo mundial. Atuando na 57ª edição das 12 Horas de Sebring, o paranaense da Risi Competizione foi o vencedor da classe GT2 na corrida deste sábado (21), que abriu disputa pelo título da American Le Mans Series. Ele revezou o comando da Ferrari F430 GT número 62 com o finlandês Mika Salo e o alemão Pierre Kaffer.

“É ótimo começar o ano com vitória”, festejou o brasileiro de 28 anos. Ele e Salo já haviam vencido a corrida de Sebring em 2007, tendo o britânico Johnny Mowlen como companheiro de equipe. O resultado deste sábado coloca o trio da Risi Competizione na história da American Le Mans Series como vencedor de sua classe na centésima corrida da história da categoria – a primeira, também na pista de Sebring, aconteceu no dia 20 de março de 1999.

Melo, Kaffer e Salo haviam conquistado a quarta posição no grid de sua classe. Contudo, tiveram de largar em último entre os 25 carros participantes. “O problema foi comigo. Tive problemas com o visto de entrada nos Estados Unidos, cheguei aqui com atraso e não participei de nenhum treino à noite. A equipe tinha a opção de manter a posição no grid, mas neste caso eu estaria proibido de pilotar o carro à noite durante a corrida”, explicou o brasileiro.

A decisão da Risi Competizione, para Melo Júnior, representou um voto de confiança. “Foi uma prova da confiança deles não só no meu trabalho, mas no bom trabalho de toda a equipe na preparação para esta corrida. Nós não tínhamos o melhor carro para as cinco primeiras voltas, mas tínhamos um ótimo carro para 20, 25, 30 voltas, e isso foi o que nos levou a mais essa vitória. Não enfrentamos nenhum tipo de problema, hoje foi tudo perfeito”, exultou.

Os demais brasileiros inscritos nas 12 Horas de Sebring não completaram a corrida. Gil de Ferran, que largou da pole-position com o Acura de sua equipe própria, abandonou após oito horas de disputa. Bem antes, com menos de quatro horas de prova, o Corvette de Lucas Moro também deixou a prova.

Depois de 383 voltas, o resultado final das 12 Horas de Sebring foi o seguinte:

1º) Rinaldo Capello/Tom Kristensen/Allan McNish (ITA/DIN/ESC), 12h00min38s638
Audi Sport Team Joest, Audi R15 TDI, classe LM P1
 
2º) Stephane Sarrazin/Franck Montagny/Sebastien Bourdais (FRA/FRA/FRA), a 22s279
Team Peugeot Total, Peugeot 908 HDI FAP, classe LM P1
 
3º) Lucas Luhr/Mike Rockenfeller/Marco Werner (ALE/ALE/SUI), a 2 voltas
Audi Sport North America, Audi R15 TDI, classe LM P1
 
4º) Adrian Fernandez/Luis Diaz (MEX/MEX), a 23 voltas
Lowe’s Fernandez Racing, Acura ARX 01B, classe LMP2
 
5º) Nicolas Minassian/Pedro Lamy/Christian Klien (FRA/POR/AUT), a 27 voltas
Team Peugeot Total, Peugeot 908 HDI FAP, classe LM P1
 
6º) Jan Magnussen/Johnny O’Connell/Antonio Garcia (DIN/EUA/ESP), a 34 voltas
Corvette Racing, Chevrolet Corvette C6-R, classe GT1
 
7º) Olivier Beretta/Oliver Gavin/Marcel Fassler (MON/ING/SUI), a 35 voltas
Corvette Racing, Chevrolet Corvette C6-R, classe GT1
 
8º) Jaime Melo/Mika Salo/Pierre Kaffer (BRA/FIN/ALE), a 51 voltas
Risi Competizione, Ferrari F430 GT, classe GT2

 
9º) Luis Companc/Matias Russo/Gianmaria Bruni (ARG/ARG/ITA), a 53 voltas
Advanced Engineering Pecom Racing Team, Ferrari 430 GT, classe GT2
 
10º) Dominik Farnbacher/Ian James (ALE/EUA), a 54 voltas
Panoz Team PTG, Panoz Esperante GTLM-Ford, classe GT2
 
11º) Jörg Bergmeister/Patrick Long/Marc Lieb (ALE/EUA/ALE), a 57 voltas
Flying Lizard Motorsports, Porsche 911 GT3 RSR, classe GT2
 
12º) Darren Law/Seth Neiman/Johannes van Overbeek (EUA/EUA/EUA), a 57 voltas
Flying Lizard Motorsports, Porsche 911 GT3 RSR, classe GT2
 
13º) Tracy Krohn/Nic Jonsson/Eric van de Poele (EUA/EUA/BEL), a 58 voltas
Risi Competizione, Ferrari F430 GT, classe GT2
 
14º) David Robertson/Andrea Robertson/David Murry (EUA/EUA/EUA), a 80 voltas
Robertson Racing, Doran Designs-Ford, classe GT2
 
15º) David Brabham/Scott Sharp/Dario Franchitti (ING/EUA/ESC), a 81 voltas
Patrón Highcroft Racing, Acura ARX-02a, classe LM P1
 
16º) Wolf Henzler/Dirk Werner/Richard Lietz (ALE/ALE/AUT), a 109 voltas
Farnbacher Loles Racing, Porsche 911 GT3 RSR, classe GT2
 
17º) Joel Feinberg/Chris Hall/Ritchie Holt (EUA/EUA/EUA), a 132 voltas
Primetime Race Group, Dodge Viper Competition, classe GT2
 
18º) Gil de Ferran/Simon Pagenaud/Scott Dixon (BRA/FRA/NZL), a 137 voltas
de Ferran Motorsports, Acura ARX-02a, classe LMP1

 
19º) Paul Drayson/Jonny Cocker/Robert Bell (ING/ING/ING), a 179 voltas
Drayson Racing, Aston Martin Vantage GT2, classe GT2
 
20º) Bryan Willman/Chris McMurry/Tony Burgess (EUA/EUA/CAN), a 232 voltas
Autocon Motosports, Lola B06/10, classe LMP1
 
21º) Butch Leitzinger/Marino Franchitti/Ben Devlin (EUA/ESC/ING), a 234 voltas
Dyson Racing Team, Lola B08 86-Mazda, classe LMP2
 
22º) Dirk Mueller/Tommy Milner (MON/EUA), a 243 voltas
BMW Rahal-Letterman Racing Team, BMW E92 MW, classe GT2
 
23º) Chris Dyson/Guy Smith/Andy Lally (EUA/EUA/EUA), a 256 voltas
Dyson Racing Team, Lola B08 86-Mazda, classe LMP2
 
24º) Lucas Molo/Lou Giglioti/Eric Curan (BRA/EUA/EUA), a 294 voltas
LG Motorsports, Chevrolet Rilley Corvette C6, classe GT2
 
25º) Jon Field/Clint Field/Chapman Ducote (EUA/EUA/EUA), a 306 voltas
Intersport Racing, Lola B06-10, classe LMP1
 
26º) Joey Hand/Bill Auberlen (EUA/EUA), a 356 voltas
BMW Rahal-Letterman Racing Team, BMW E92 MW, classe GT2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *