ALMS: Sexto lugar na Petit Le Mans adia título de Jaime Melo na classe GT2

Falha na parte elétrica apaga luzes de freio da Ferrari número 62 e faz equipe perder mais de 20 voltas nos boxes em Road Atlanta.

 


Faltou pouco para Jaime Melo Júnior comemorar com antecipação de uma corrida o título da classe GT2 na American Le Mans Series. Precisando do quinto lugar na penúltima etapa para assegurar a taça, o piloto brasileiro ficou em sexto na Petit Le Mans, disputada no último sábado (6) no circuito de Road Atlanta, em Braselton, na Georgia. A vitória foi da dupla vice-líder, formada por Jörg Bergmeister e Johannes van Overbeek.


Na prova em Road Atlanta, que teve duração de quase 10 horas, Melo formou com o finlandês Mika Salo e o britânico Johnny Mowlen o trio da Risi Competizione. Largando da pole-position entre os carros inscritos na classe GT2, a equipe manteve a Ferrari F430 na liderança até a segunda metade da corrida. “Nosso ritmo era um pouco superior”, admite o brasileiro. “Infelizmente, enfrentamos um problema na parte elétrica que custou a vitória”.


O pit stop para que o problema fosse sanado custou à Risi 23 voltas da corrida. “As luzes de freio do carro deixaram de funcionar, o que vai contra o regulamento. Levou muito tempo para a equipe descobrir o problema e fazer os devidos reparos. Ficamos uma posição atrás do necessário para levar o título, e os vice-líderes do campeonato ganharam a corrida. Nossa situação ainda é confortável, mas não podemos dar chance para o azar”, diz.


Azar que, em Road Atlanta, manifestou-se no treino de aquecimento. Mowlen teve um acidente e obrigou a Risi a promover reparos de urgência no carro. “O sábado não começou bem, e também não terminou bem”, resume o brasileiro. A última etapa, no dia 20, será em Monterey, na Califórnia. Um 15º lugar será suficiente para o título de Melo e Salo, que estará confirmado se a vitória não for de Bergmeister e van Overbeek.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *