ALMS: Uma recuperação fantástica de Tony Kanaan em Laguna Seca

Poucas pessoas apostariam que o Acura ARX-01A da equipe Andretti Green Racing fosse terminar a última etapa da American Le Mans Series entre os cinco primeiros, após a rodada de Bryan Herta logo na primeira curva do desafiador circuito de Laguna Seca, o que resultado a última posição e a perda de duas voltas em relação aos líderes. No entanto, após 1h11min de prova, Herta entregou o carro número 26 ao brasileiro Tony Kanaan, com a mesma desvantagem. O baiano teve uma recuperação espetacular. Foram 2h e 52minutos, das 4h no total, no comando do protótipo da Acura e, restando apenas 25 minutos, Kanaan ocupava a segunda colocação na LMP2, e a terceira na classificação geral. Mesmo com o carro sem muita aderência, pois no último pit stop a equipe já tinha esgotado seus jogos e não efetuou a troca, o campeão da Fórmula Indy de 2004 fechou a corrida na honrosa 4ª colocação em sua categoria, sexta no total, e na mesma volta dos vencedores. Vale ressaltar que a AGR foi a equipe que mais fez paradas nos boxes, seis ao todo, contra as quatro da maioria dos primeiros colocados.

 


“Eu queria conquistar um pódio para a Andretti Green e para o pessoal da Acura que se dedicaram muito durante todo o final de semana. Dirigi com muita garra e vontade, até por isso senti muito por não finalizar entre os três primeiros. Foi uma corrida totalmente desgastante, pois evitamos mais uma troca de pilotos para não perdemos tempo. De qualquer forma, um quarto lugar, após cairmos para último, foi um bom resultado”, comentou o brasileiro. “É importante falar que esse é apenas o primeiro ano da AGR na ALMS, e com certeza em 2008 nós vamos brigar pelo título. Espero poder correr mais vezes com esse ótimo carro e ao lado do Bryan”, comentou o baiano, que estreou vencendo às 12h de Sebring, principal prova da ALMS, em março desse ano, ao lado de Herta e Dario Franchitti.


 


Companheiro de Kanaan, Herta também falou sobre a infelicidade no início da corrida na Califórnia. “Os pneus não estavam muito aquecidos na largada, por isso rodei e fiquei muito frustrado por colocar nossa equipe em uma posição ruim. Mas quem tem o Tony como companheiro as coisas ficam mais fáceis. Ele fez uma corrida incrível”, destacou o norte-americano. Após 4h03min de prova, o brasileiro cruzou a linha de chegada à apenas 0s750 da equipe Fernandez Racing, terceiro colocado na LMP2. Além da ótima corrida de Kanaan, outro brasileiro também se destacou. Jaime Melo Jr venceu na categoria GT2, junto com o piloto Mika Salo, e conquistou o título da temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *