Auto GP: Guerin fecha quarta fila na etapa do Marrocos

Brasileiro recebe assessoria do campeão mundial Gabriele Tarquini no GP de Marrakech.

Abatido pela bandeira vermelha na sessão classificatória, que abortou uma volta que lhe daria no mínimo a terceira posição no grid, o brasileiro Victor Guerin (Super Nova International) largará em 8º no GP de Marrakech, na abertura da rodada dupla da Auto GP neste sábado no Marrocos. Além de prejudicado pela nova paralisação dos treinos por outro acidente quando a pista foi reaberta, o piloto paulista ainda foi surpreendido pela encerramento do qualifying quando ainda restavam cerca de dois minutos e meio. “Simplesmente não consegui completar a volta. Eu já estava sete décimos mais rápido no último setor e sairia bem mais à frente”, lamentou. Numa sessão definida no “pelinho” e na qual os três mais rápidos ficaram separados por menos de um décimo de segundo, o russo Sergey Sirotkin (Euronova), de apenas 16 anos, conquistou a pole.
Guerin conta na quinta e sexta etapas com a assessoria do italiano Gabriele Tarquini, que fez mais de 70 corridas de Fórmula 1 nas décadas de 80 e 90 e atualmente é um dos astros do WTCC – Campeonato Mundial de Carros de Turismo, categoria na qual foi o campeão de 2009 e é promovida em conjunto com a Auto GP. Tarquini está substituindo o compatriota Nicola Larini, impossibilitado de acompanhar Guerin ao norte da África por motivos pessoais. “Ele tem muita experiência e ganhou as provas do WTCC disputadas aqui em 2009 e 2010. Antes dos treinos, fizemos o reconhecimento do traçado a pé e de carro e ele me deu dicas valiosas sobre os pontos de freada, tomada de curva e onde o asfalto estava ondulado”, explicou Guerin.
Animado com o 5º lugar há duas semanas em Valência, onde somou os primeiros pontos na temporada, Guerin disse que a má sorte no qualifying o impediu de sair na frente do companheiro Adrian Quaife-Hobbs pela primeira vez. “Ele estava mais rápido nos dois treinos livres, mas na classificação andávamos no mesmo ritmo até àquele momento em que as bandeiras vermelhas apareceram. Só por isso fiquei para trás dele”, disse. O inglês Quaife-Hobbs lidera o campeonato, com duas vitórias (Monza e Valência), e partirá 5º.
A quinta etapa começará às 8h10 (Brasília) e será cumprida na distância de 19 voltas. No domingo, com mesma duração e a inversão dos oito primeiros do grid em relação à ordem de chegada da véspera, a largada será autorizada às 10h30. O brasiliense Yann Cunha (Ombra Racing) sairá em 12º.
O grid ficou assim:
1 – SERGEY SIROTKIN (RUS) – Euronova Racing 1min29s305
2 – PAL VARHAUG (NOR) – Virtuosi UK – 1min29s383
3 – SERGIO CAMPANA (ITA) – MLR 71 – 1min29s392
4 – CHRIS VAN DER DRIFT (NZL) – Manor MP Motorsport – 1min29s718
5 – ADRIAN QUAIFE-HOBBS (GBR) – Super Nova International – 1min29s798
6 – GIACOMO RICCI (ITA) – Zele Racing – 1min30s264
7 – GIANCARLO SERENELLI (VEN) – Ombra Racing – 1min30s355
8 – VICTOR GUERIN (BRA) – Super Nova International – 1min30s462
9 – FACUNDO REGALIA (ARG) – Campos Racing – 1min30s588
10 – DANIEL DE JONG (NLD) – Manor MP Motorsport – 1min30s705
11 – ANTONIO SPAVONE (ITA) – Euronova Racing – 1min30s948
12 – YANN CUNHA (BRA) – Ombra Racing – 1min31s350
13 – GIUSEPPE CIPRIANI (ITA) – Campos Racing – 1min31s366
14 – FRANCESCO DRACONE (ITA) – Virtuosi UK – 1min32s536
15 – MICHELLE LA ROSA (ITA) – MLR 71 – 1min32s770

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *