AutoGP: Antonio Pizzonia vence novamente em Curitiba. Adrian Quaife-Hobbs é campeão antecipado

O brasileiro Antonio Pizzonia (Ombra) venceu em Curitiba, no Brasil, a segunda prova da 6ª etapa da temporada. O neozelandês Chris Van der Drift e o holandês Daniel De Jong, ambos da Manor MP, completaram o pódio. Mesmo abandonando, o britânico Adrian Quaife-Hobbs (Super Nova) garantiu por antecipação o título de Campeão de 2012.

Terceiro no grid, Quaife-Hobbs assumiu a ponta na largada, seguido pelo brasileiro Rafael Suzuki (Ombra) e Pizzonia. Na segunda curva da 2ª volta, Suzuki errou e passou reto, com Pizzonia, seu parceiro de equipe, assumindo a segunda posição.

Pizzonia começou a diminuir a vantagem de Quaife-Hobbs, ficando a um segundo de diferença antes de seu pit stop obrigatório na 7ª volta. Contudo o manauara perdeu tempo nos boxes, com a fixação do pneu traseiro esquerdo.

Com pneus novos, Pizzonia voltou a tirar a diferença, enquanto Quaife-Hobbs retardava a sua parada nos pits. Faltando três voltas para o final, o líder foi para os boxes, trocar os pneus. O que ninguém esperava era que Quaife-Hobbs iria escorregar na entrada do pitlane, indo direto para a barreira de pneus.  Fim de prova para ele, e liderança para Pizzonia.

Pizzonia, que correu como convidado da equipe no lugar do venezuelano Giancarlo Serenelli (competindo na Alemanha pela GP2) venceu com 8s de vantagem sobre van der Drift.

“Tive a felicidade novamente de fazer uma boa largada. Logo na primeira volta já estava em segundo. Imprimi um forte ritmo e na sétima volta fiz o meu pit stop obrigatório. A equipe se atrapalhou na troca de pneus e acabei perdendo cerca de cinco segundos nessa parada. Ao retornar peguei a pista limpa, tentando virar volta em cima de volta, forçando o máximo possível para encostar no líder. Quando restavam cerca de quatro voltas para o final ele acabou rodando e eu me aproveitei da situação para assumir a liderança”, comentou o vencedor.

De Jong fechou o pódio. O russo Sergey Sirotkin (Euronova) terminou em 4º, seguido pelo norueguês Pal Varhaug (Virtuosi UK), que com o resultado não evitou o título antecipado de Quaife-Hobbs. Suzuki foi o 6º.

A última etapa acontece em Sonoma, nos EUA, entre os dias 22 e 23 de setembro.

Final:

1.  Antonio Pizzonia Ombra 23 voltas em 28m44s316
2.  Chris van der Drift Manor MP + 8.021
3.  Daniel de Jong Manor MP + 9.264
4.  Sergey Sirotkin Euronova + 13.662
5.  Pal Varhaug Virtuosi UK + 14.651
6.  Rafael Suzuki Ombra + 30.039
7.  Maxim Snegirev Campos + 39.835
8.  Sergio Campana Euronova + 40.197
9.  Francesco Dracone Virtuosi UK + 57.038
10.  Giuseppe Cipriani Campos + 1 volta
11.  Michele la Rosa MLR 71 + 1 volta

abandonos:

Adrian Quaife-Hobbs Super Nova 19 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *