Blancpain Sprint Series: Vanthoor/Ramos e Baumann/Jager vencem na Eslováquia

As duplas formadas pelo belga Laurens Vanthoor e o brasileiro César Ramos (Audi R8 LMS/ WRT) e os austríacos Dominik Baumann/Thomas Jäger (BMW Z4/ Schubert) foram os vencedores da quarta etapa da temporada, disputada no Slovakia Ring, na Eslováquia.

Prova classificatória:

No sábado (23/08), Vanthoor/Ramos venceram a prova classificatória. As duplas Jeroen Bleekemolen/Hari Proczyk (Lamborghini/ Grasser) e Nico Verdonck/Maximilian Götz (Mercedes SLS/HTP) completaram o pódio.

A prova, disputada com chuva, teve vários acidentes, com duas interrupções em bandeira vermelha. A prova, de uma hora de duração, levou mais de duas para ser completada.

Vanthoor alinhou na pole, mas tocou em um Audi, e perdeu várias posições. O belga se recuperou, entregando o carro para Ramos na terceira posição.

Ramos assumiu a ponta, faltando cinco minutos para o final, após o parceiro de equipe Enzo Ide rodar. No final, o brasileiro recebeu a bandeirada com três segundos de vantagem sobre Proczyk. Verdonck-Gotz completaram o pódio.

“Foi uma das corridas mais estressantes da minha carreira, duas situações de bandeira vermelha: primeiro por um acidente muito forte e depois pela água que desabou aqui. Então, manter a calma e a concentração foi fundamental. O Laurens, meu companheiro que garantiu a pole, fez a largada e logo na primeira curva teve um contato com outro Audi e perdeu algumas posições, mas logo recuperou bem e me entregou o carro em terceiro. Assim que sai dos boxes a pista parecia um rio de tanta água, então bandeira vermelha de novo. Quando relargou fui pra cima da Lamborghini e fiz uma boa ultrapassagem. Em seguida ataquei meu companheiro de equipe, o Abril, e ele acabou rodando. Depois foi só administrar. Foi muito bom, fizemos um ótimo trabalho junto com a equipe WRT que foi fantástica ! Mas amanhã precisamos de mais uma vitória para escalar a tabela de classificação”, disse Cesar.

A dupla brasileira Valdeno Brito/ Matheus Stumpf (BMW Z4/Team Brasil) terminou em quarto. A segunda dupla brasileira do Team Brasil, Cacá Bueno/Sergio Jimenez terminou em sétimo (largaram na última fila, após uma troca de motor).

O acidente mais forte da prova aconteceu com o checo Tomas Enge (Lamborghini/ Reiter) logo na largada. O ex-piloto de F-1 voou e capotou diversas vezes até bater na barreira de proteção. Ele saiu ileso do carro.

Final, prova classificatória:

1 – Vanthoor-Ramos (Audi R8 LMS) – WRT – 27 voltas em 2:07’45″766
2 – Bleekemolen-Proczyk (Lamborghini) – Grasser – 3″634
3 – Verdonck-Gotz (Mercedes SLS) – HTP – 4″357
4 – Brito-Stumpf (BMW Z4) – Team Brasil – 6″809
5 – Colombo-Fumanelli (BMW Z4) – ROAL – 7″563
6 – Lisowski-Abril (Audi R8 LMS) – WRT – 8″629
7 – Bueno-Jimenez (BMW Z4) – Team Brasil – 10″217
8 – Basseng-Latif (Audi R8 LMS) – Phoenix – 10″317
9 – Rast-Ide (Audi R8 LMS) – WRT – 16″762
10 – Alessandro Zanardi (BMW Z4) – ROAL – 27″754
11 – Toril-Ebrahim (Mercedes SLS) – Fortec – 31″491
12 – Hamprecht-Ortelli (Audi R8 LMS) – G Drive – 31″654
13 – Pentus-van der Drift (McLaren MP4-12C) – Bhaitech – 33″421
14 – Renè Munnich (Mercedes SLS) – Munnich – 52”139
15 – Winkelhock-MayerMenhof (Audi R8 LMS) – Phoenix – 1’04″938
16 – Landmann-Halek (Lamborghini) – Grasser – 1’34″621
17 – Wolf-Stolz (Mercedes SLS) – HTP – 5 voltas

Volta mais rápida: Laurens Vanthoor 2’11”058

Abandonos:

Onidi-Pantano (McLaren MP4-12C) – Bhaitech – 13
Baumann-Jager – (BMW Z4) – Schubert – 11
Salaquarda-Montermini (Ferrari 458) – Villorba – 11
Dusseldorp-Afanasiev (Mercedes SLS) – HTP – 6
Enge-Rosina (Lamborghini) – Reiter – 0

Prova principal:

Com pista seca, Baumann/Jager venceram a prova principal. Bueno/Jimenez e Rene Rast/enzo Ide (Audi R8 LMS/WRT) completaram o pódio.

Após abandonarem a prova classificatória, a dupla da Schubert alinhou na 19ª posição. No final da primeira volta, Jäger já era o quinto colocado. No pit stop obrigatório, Baumann assumiu o carro em terceiro.

Baumann superou  Götz pelo segundo. E faltando duas voltas para o final, assumiu a liderança, ao ultrapassar Jimenez. Baumann cruzou a linha de chegada com 1s5 de vantagem sobre Jimenez. Rast/Ide fecharam o pódio.

“Foi um fim de semana que começou muito complicado para nós e acabou terminando com um pódio. Uma vitória que escapou pelos dedos pela falta de combustível no final, mas com certeza foi super positivo. Estou contente e temos que agradecer a equipe pelo espetacular trabalho feito aqui. Agora vamos para Portugal. Vamos ver se lá a gente consegue a tão sonhada vitória”, comentou Jimenez.

Saindo da pole, Vanthoor/Ramos se envolveram um acidente na largada. A dupla teve que fazer um pit stop nõ programado, para limpar os dutos do radiador. Terminaram na 11ª  posição. Brito/Stumpf abandonaram.

“Quando entrei no boxe estava em sexto. O pitstop foi muito bom. O Laurens saiu, tinha dois carros na minha frente quando entrei no pit e ele saiu na frente deles, ou seja, na teoria estávamos na briga de novo, só que o problema era a situação que o carro estava. Na primeira volta, o Laurens perdeu a traseira do carro numa curva e deu uma escapada boa também, encheu de sujeira no radiador e isso enfraqueceu o motor. Ele teve de voltar aos boxes para limpar o radiador. Foi isso… Praticamente o que decidiu essa corrida foi essa primeira volta. Agora não tem o que fazer, é pensar na próxima daqui a duas semanas”

Brito/Stumpf abandonaram no múltiplo acidente da largada.

A próxima etapa acontece dia 7/9, em Algarve (Portugal).

Final, prova principal:

1 – Baumann-Jager (BMW Z4) – Schubert – 29 voltas em 1:00’03″713
2 – Bueno-Jimenez (BMW Z4) – Team Brasil – 1″557
3 – Rast-Ide (Audi R8 LMS) – WRT – 14″215
4 – Verdonck-Gotz (Mercedes SLS) – HTP – 16″529
5 – Wolf-Stolz (Mercedes SLS) – HTP – 30”169
6 – Dusseldorp-Afanasiev (Mercedes SLS) – HTP – 32″770
7 – Basseng-Latif (Audi R8 LMS) – Phoenix – 34″364
8 – Pentus-van der Drift (McLaren MP4-12C) – Bhaitech – 35″219
9 – Lisowski-Abril (Audi R8 LMS) – WRT – 1’05″874
10 – Toril-Ebrahim (Mercedes SLS) – Fortec – 1’11″132
11 – Vanthoor-Ramos (Audi R8 LMS) – WRT – 1’43″270
12 – Landmann-Halek (Lamborghini) – Grasser – 1 giro
13 – Colombo-Fumanelli (BMW Z4) – ROAL – 2 giri

Volta mais rápida: Laurens Vanthoor 2’11”058

Abandonos:
Onidi-Pantano (McLaren MP4-12C) – Bhaitech – 18
Renè Munnich (Mercedes SLS) – Munnich – 17
Alessandro Zanardi (BMW Z4) – ROAL – 1
Bleekemolen-Proczyk (Lamborghini) – Grasser – 0
Brito-Stumpf (BMW Z4) – Team Brasil – 0
Hamprecht-Ortelli (Audi R8 LMS) – G Drive – 0
Winkelhock-MayerMenhof (Audi R8 LMS) – Phoenix – 0

Não largaram:
Salaquarda-Montermini (Ferrari 458) – Villorba –
Enge-Rosina (Lamborghini) – Reiter –

Classificação por pontos:
1 Maximilian Götz (Mercedes SLS AMG GT3), 85
2 Maximilian Buhk, (Mercedes SLS AMG GT3), 69
3 Hari Proczyk/Jeroen Bleekemolen (Lamborghini FLII), 67
4 Sergio Jimenez/Caca Bueno (BMW Z4), 51
5 Enzo Ide/René Rast (Audi R8), 51
6 Dominik Baumann/Thomas Jäger (BMW Z4), 45
7 César Ramos/Laurens Vanthoor (Audi R8 LMS Ultra), 36
8 Mateusz Lisowski/Vincent Abril (Audi R8 LMS Ultra), 28
9 Grégory Guilvert/Stéphane Ortelli (Audi R8 LMS Ultra), 21
10. Sergei Afanasiev/Stef Dusseldorp (Mercedes SLS AMG GT3), 21

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *