Brasileiro de Kart: João Gonçalves marca a pole position e começa busca por título inédito

Piloto paulista disputa o Campeonato Brasileiro de Kart pela primeira vez na categoria Super Fórmula 4, que utiliza motores com quatro tempos.

Campeão Mundial de Biland Kart e ganhador do Campeonato Brasileiro na categoria Endurance, em 2007, o paulista João Gonçalves (Dolly/Kart-Mini/AMF/Alpinestars/Krones) iniciou oficialmente nesta quinta-feira a busca por mais um título inédito em sua vitoriosa carreira no kart. Inscrito no torneio nacional pela categoria Super Fórmula 4, destinada a karts com motores de quatro tempos de ciclo, João disputou o treino classificatório para as provas do final de semana, e garantiu a pole position ao estabelecer o melhor tempo na primeira sessão desta quinta.

“Surgiu uma boa oportunidade para que eu disputasse esta segunda parte do Campeonato Brasileiro, e aceitei prontamente embora já fizesse algum tempo que eu não andava com esses motores da Fórmula 4”, comentou o piloto. “Relembrei rapidamente a temporada de 2008, quando competi em categorias de quatro tempos na Granja Viana, e consegui bons tempos nos treinos livres. Felizmente tudo saiu como o planejado também no treino de classificação, e agora o objetivo é manter a regularidade para chegar à prova final em condições de disputar o título”, acrescentou.

Considerado um dos melhores pilotos de kart do país nos últimos anos, João Gonçalves terá adversários de peso na pista neste final de semana, entre eles seu companheiro na primeira fila, Fernando Júnior, e o vice-campeão da Seletiva Petrobrás de Kart, Nicolas Costa.

“O nível da Super F-4 está alto, e por isso ter conquistado a pole position foi importante”, disse Gonçalves. “Como o sistema de disputa do torneio deste ano mudou, só saberemos quem, é o campeão após a bandeirada final da última corrida de sábado. Até lá, o importante será manter a regularidade e levar o kart em boas condições para a decisão”, comentou ele.

Neste ano o Campeonato Brasileiro deixou de usar o formato de pontos corridos para adotar o mesmo sistema do Campeonato Mundial. Nele, os pilotos disputam provas eliminatórias nas quais perdem pontos. Ao término delas, os competidores são novamente alinhados para a bateria Pré-Final, seguindo a ordem de menos pontos perdidos. Esta prova, por sua vez, tem como única função montar a ordem de largada da grande final, e é somente na última prova da competição, marcada para a tarde de sábado, que o campeonato se define. O vencedor da final, independente de todos os resultados anteriores, é declarado o campeão brasileiro de kart.

O formato é velho conhecido, portanto, dos pilotos que já disputaram competições internacionais. O próprio João Gonçalves sagrou-se campeão mundial na categoria Biland cumprindo uma programação similar a essa no Kartódromo de Braga, em Portugal, no ano de 2005. Veja como ficou o grid de largada para as baterias classificatórias da Super Fórmula 4:

1) João Gonçalves, 1m04s896
2) Fernando Jr, 1m05s215
3) Oscar Neto, 1m05s686
4) Paulo Faria, 1m05s799
5) Bruno Miloni, 1m05s842
6) Jandre Nunes, 1m05s849
7) Nicolas Costa, 1m05s946
8) Wagner Koga, 1m06s065
9) Thiago Bittencourt, 1m06s306
10) Thiago Azalini, 1m06s496
11) Marcos Zaniolo, 1m06s567
12) Alison Colussi, 1m06s767
13) Gio Durazzo, 1m06s785
14) Valdomiro Oliveira, 1m07s329
15) Beto Nini, 1m07s440
16) Pedro Gomes, 1m07s498
17) Roberto Gomes, 1m07s561
18) André Salmoria, 1m07s872
19) Andrei Baptistela, 1m10s528

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *