ChampCar: Junqueira sai em 5º em Elkhart Lake

Valeu o trabalho do piloto e da equipe para resolver os problemas da véspera e encontrar o acerto ideal para a mais desafiadora pista do calendário da ChampCar. Apenas 14º no primeiro treino oficial, o mineiro Bruno Junqueira (Telemont/Brasil Telecomunicações) recuperou-se na qualificação de ontem e larga em quinto na décima etapa da temporada, o GP de Road America, a partir das 15h15 (de Brasília). Ele iguala a melhor posição de largada no ano (já havia saído na terceira fila em Toronto) e, animado com o ótimo retrospecto no circuito de quase sete quilômetros de extensão no estado de Wisconsin – venceu duas vezes (2001 e 2003) e foi quatro vezes ao pódio –, confia em garantir mais uma vez lugar entre os três primeiros, agora com o Panoz/Cosworth da Dale Coyne Racing.

 


A exemplo da sexta-feira, o sábado também começou difícil para Bruno que, ainda assim, conseguiu a oitava posição no treino livre da manhã. No aquecimento de 15 minutos que antecede a tomada de tempos, um susto: o motor do carro do representante brasileiro na categoria começou a falhar. Rapidamente, ele retornou aos boxes e os mecânicos da Coyne conseguiram corrigir a falha a tempo.


Bruno foi um dos primeiros a entrar na pista na busca de uma melhor posição no grid e, em sua terceira volta rápida, ainda com pneus duros, registrou 1min44seg242, superando a marca do dia anterior. A primeira tentativa acabou comprometida pelo acidente com Paul Tracy (Forsythe), que provocou uma bandeira vermelha. No retorno, já com os pneus extra-macios, marcou 1min44seg081 mas, quando tentava entrar na casa de 1min43, acabou rodando, sem conseqüências.


Os minutos finais do treino, quando normalmente o tráfego impede voltas rápidas, acabaram sendo perfeitos para Bruno. Em sua décima volta (das 15 permitidas pelo regulamento), conseguiu 1min43seg732 e já nos últimos segundos, brigando contra o desequilíbrio do carro, conseguiu uma volta que definiu como perfeita, sendo um dos destaques da sessão, ao lado do pole, Sebastien Bourdais (Newman/Haas/Lanigan). Ele admitiu ter ido além da expectativa.


“Acho que nunca fiquei tão feliz com um quinto lugar. Foi uma volta perfeita, em que briguei com unhas e dentes contra um carro que saía demais de traseira, mas felizmente tudo deu certo e consegui uma classificação muito acima do que estava nos parecendo até aquela volta”. Primeira parte do desafio superada, Bruno espera agora um bom desempenho na corrida. “Agora vamos sentar e trabalhar na busca de um bom acerto de corrida, com o qual possa partir para cima e buscar aqui mais um pódio, e quem sabe, minha terceira vitoria em Road America”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *