ChampCar: Junqueira sai em 7º na Austrália

Quem será o primeiro a quebrar o tabu que marca o GP da Austrália da ChampCar? Nos 17 anos de prova nas ruas de Surfers Paradise, ninguém conseguiu vencer a prova duas vezes. À 1h25 (de Brasília), quando for dada a bandeira verde para a 13ª e penúltima etapa da temporada, cinco pilotos terão a chance de dar fim a essa curiosa estatística. Entre eles está o mineiro Bruno Junqueira (Brasil Telecomunicações/Telemont), que ocupou o degrau mais alto do pódio em 2004 e sentiu o gostinho de dominar uma das mais difíceis e populares provas do calendário da categoria. Ele largará em sétimo lugar nesta que é sua centésima prova na ChampCar. A pole é de um piloto da casa – Will Power (Team Austrália).

Os outros candidatos ao feito são o tricampeão Sebastien Bourdais (Newman/Haas/Lanigan), o mexicano Mario Dominguez (Pacific Coast), o canadense Paul Tracy (Forsythe) e o francês Nelson Philippe, último vencedor, que estava afastado da ChampCar mas retorna justamente nas ruas do balneário do estado australiano de Queensland, pela equipe Conquest, em lugar de Jan Heylen. Não falta, no entanto, quem queira manter a tradição e inscrever seu nome entre os vencedores pela primeira vez, a começar pelo pole, que quer ser o primeiro australiano a fazer parte da lista.


Bruno teve o trabalho no sábado prejudicado pelas bandeiras amarelas, que o impediram de completar sequer uma volta no aquecimento que antecede a tomada de tempos, depois de ser o sétimo mais rápido pela manhã. A dificuldade fez com que ele e a Dale Coyne Racing alterassem a estratégia para a qualificação. Logo nos primeiros minutos, o mineiro ganhou a pista, com os pneus pretos (duros) e chegou a estabelecer a melhor marca provisória. De volta ao traçado depois de uma paralisação provocada por sua companheira de equipe Katherine Legge, ele, com os pneus extra-macios, registrou 1min31seg212, o que lhe dava a terceira posição. Ainda haveria tempo para uma terceira tentativa, mas o tráfego, somado a uma escapada na curva 3 impediram uma melhora. A expectativa para a corrida é bastante positiva.


“Esse tem sido um final de semana constantemente forte para nós, talvez eu pudesse ter terminado uma ou duas posições à frente no grid de largada se tivesse conseguido melhorar no ultimo jogo de pneus, já que em media todo mundo baixou 4 décimos, mas não foi assim que aconteceu, e o sétimo lugar me parece justo. Amanhã é fazer uma corrida forte, aproveitar os vários pontos de ultrapassagem da pista para
conquistar posições e brigar pelo meu melhor resultado”
, explica Bruno, que destaca sua centésima largada na categoria. “Amanhã é sem duvida um dia especial para mim, em que farei minha centésima largada na ChampCar, e espero fazer dessa uma corrida ainda mais especial com um bom resultado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *