Com dobradinha na final, Honda Racing alcança 100% de rendimento no SuperBike Brasil 2020

Granado vence última bateria, seguido por Sampaio, e equipe é a mais rápida em todas as corridas da classe SuperBike Pro; Foguetinho conquista o título inédito da Honda Junior Cup de forma emocionante 

A Honda Racing encerrou a temporada 2020 do SuperBike Brasil com 100% de rendimento. Após mais uma dobradinha na etapa final, com vitória do tetracampeão Eric Granado seguido pelo vice-campeão Pedro Sampaio, a equipe fechou a competição comemorando vitórias em todas as corridas realizadas pela categoria principal, a SuperBike Pro. A oitava e última etapa do ano teve como palco o Autódromo de Goiânia (GO), neste domingo (20/12).

Ao todo, foram seis dobradinhas da Honda Racing ao longo da temporada 2020 com as motocicletas CBR 1000RR Fireblade SP. Granado venceu em todas as ocasiões, na frente de Sampaio. O tetracampeão ainda ganhou a quinta etapa, da qual o companheiro de time não participou, encerrando o ano de forma invicta. Já Sampaio conquistou a sua primeira vitória da SuperBike Pro na quarta etapa, quando Granado esteve ausente por conta da sua estreia no Campeonato Mundial de SuperBike, em Portugal.   

“Oitavo título da Honda Racing, quarto título consecutivo do Eric Granado e mais uma dobradinha, com o Pedro Sampaio sendo vice. Esse resultado é mérito de todo time, que fez um trabalho duro em um ano bastante atípico”, diz Reinaldo Campos, chefe da equipe de motovelocidade. “O calendário ficou apertado por causa da pandemia, com corridas em sequência, e todos tivemos que desempenhar um trabalho meticuloso. Todo mundo trabalhou muito afinado para conseguir mais essa dobradinha”, continua Campos.   

Na última corrida do SuperBike Brasil, Granado largou na frente e liderou de ponta a ponta. “Estou muito feliz. A prova foi dura e bastante difícil por conta do calor, conquistando mais um ótimo resultado. A moto estava perfeita. Quero dizer obrigado à equipe Honda Racing, a todos os patrocinadores e aos que torceram por mim”, agradece o paulista.

O gaúcho Pedro Sampaio avaliou a temporada 2020 como positiva. “Sou o vice-campeão pelo segundo ano e sinto que evoluí na pista. Quero continuar nesse caminho e melhorar ainda mais para conseguir a liderança em 2021”, finaliza. 

A equipe Honda Racing de Motovelocidade é patrocinada por Pro Honda, Alpinestars, DID e Seguros Honda.

Título inédito na Honda Junior Cup – Celeiro de talentos da motovelocidade nacional, a Honda Junior Cup teve desfecho emocionante e um campeão inédito: o paulista Guilherme Foguetinho. Assim, a categoria de base criada em 2013 consagra oito campeões diferentes em sua história. 

Antes da prova final, as chances matemáticas favoreciam o então líder e atual campeão da categoria, João Teixeira. Porém, largando da pole, o mineiro teve problemas e sofreu uma queda logo no início, abandonando a prova. Foguetinho seguiu forte na corrida, sempre próximo de Cauã Buzo, primeiro colocado. Na reta final, a poucos metros da chegada, a moto de Buzo tocou a de Foguetinho, levando o piloto ao chão. 

A oportunidade de comemorar o título teria sido desperdiçada se Foguetinho não desse uma aula de garra e determinação. O jovem piloto levantou a sua CG 160 Titan e cruzou a linha de chegada empurrando a motocicleta. Com a atitude, ele fechou a prova em quinto lugar – o suficiente para comemorar o título inédito.     

“Na hora foi desesperador, eu não sabia muito o que fazer. Mas aí passou na minha mente que eu tinha que levantar e moto, todo mundo ficou gritando para eu fazer isso e passar a linha de chegada empurrando. Eu não sabia nem se podia fazer isso, mas tirei forças para levantar a moto e fui para a bandeirada. Estava sem fôlego, minha perna ficou mole e caí de novo no chão”, relatou o novo campeão. 

“Estou muito feliz, ainda mais pelo jeito que eu ganhei esse título. A temporada inteira eu corri atrás, tive foco na hora que eu caí e não desisti. Fui para cima de novo e graças a Deus sou o campeão da Honda Junior Cup”, conclui Foguetinho.   

A Copa Pro Honda CBR 650R, novidade de 2020, também trouxe muitas emoções para a temporada e revelou o primeiro campeão, Guilherme Brito, com uma etapa de antecedência. Na prova final, a vitória foi do piloto Rafael Rigueiro, confirmando o vice-campeonato da categoria. 

“Foi uma temporada excelente. Tive uma lesão no meio do campeonato e foi pouco tempo para me recuperar totalmente, mas hoje saio daqui com a segunda vitória e o vice-campeonato”, avalia Rigueiro.   

 

8ª etapa do SuperBike Brasil 2020
Local: Autódromo de Goiânia (GO)

Resultados 

 

SuperBike Pro
1 – #51 – Eric Granado – Honda CBR 1000RR Fireblade SP
2 – #28 – Pedro Sampaio – Honda CBR 1000RR Fireblade SP
3 – #17 – Danilo Lewis

 

Copa Pro Honda CBR 650R
1 – #52 – Rafael Rigueiro 
2 – #14 – João Vitor Carneiro
3 – #65 – Gustavo Alves

 

Honda Junior Cup (motos Honda CG 160 Titan)
1 – #42 – Murilo Silva
2 – #78 – Heitor Ourinho
3 – #28 – Mateo Escobar

 

Classificação final do campeonato

SuperBike Pro
1 – #51 – Eric Granado – 182 pontos – Honda CBR 1000RR Fireblade SP
2 – #28 – Pedro Sampaio – 146 pontos – Honda CBR 1000RR Fireblade SP
3 – #34 – Bruno Corano – 82 pontos 

 

Copa Pro Honda CBR 650R 
1 – #44 – Guilherme Brito – 170 pontos 
2 – #52 – Rafael Rigueiro – 132 pontos  
3 – #770 – Theo Manna – 122 pontos

 

Honda Junior Cup (motos Honda CG 160 Titan)
1 – #27 – Guilherme Foguetinho – 162 pontos
2 – #14 – João Teixeira – 159 pontos
3 – #47 – Cauã Buzo – 112 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *