Copa Clio: Schlickmann se irrita com Carlos Henrique após acidente em Brasília

Piloto paranaense recebeu um toque na traseira na última curva do circuito, a poucos metros da bandeirada final, e abandonou aquela que vinha sendo sua melhor corrida na temporada.

A quarta etapa da temporada de 2007 da Copa Renault Clio, realizada neste domingo (1/7) no Autódromo Nelson Piquet, em Brasília, por muito pouco não representou a melhor corrida do ano para o piloto paranaense Fernando Schlickmann (Apsen Farmacêutica), que aos 19 anos de idade é o mais jovem entre os competidores da categoria.

Depois de escapar de um acidente na largada em uma manobra que o fez cair da sexta para a 20ª posição, Fernando fez brilhante corrida de recuperação e chegou a assumir o quarto lugar na prova, mas abandonou a etapa a poucos metros da bandeirada final por ter sido jogado para fora da pista pelo brasiliense Carlos Henrique da Rocha.

Irritado com o adversário, Schlickmann lamentou a perda de pontos importantes na competição, que representariam o início de sua recuperação na tabela após as duas quebras consecutivas sofridas nas corridas de Londrina (PR) e Tarumã (RS). Ele ocupava a sexta colocação no momento da batida, e com esse resultado teria ganhado sete posições no campeonato.

“O Carlos Henrique foi irresponsável, tanto que foi punido pela direção de prova por atitude antidesportiva após a corrida”, frisou Schlickmann. “Ele foi bastante desleal comigo e bateu no meu carro duas vezes na última volta, até conseguir me tirar da pista na última curva. A Copa Renault Clio é uma categoria profissional e esse tipo de comportamento não pode ser aceito no campeonato”, acrescentou o piloto.

Fernando Schlickmann estreava um novo carro no fim de semana, pintado com o novo logotipo de seu principal patrocinadora, a Apsen Farmacêutica, e lamentou a perda dos pontos pelo sexto lugar.

“Tive um ótimo carro nas mãos nessa corrida, que considero uma das melhores da minha carreira. Cheguei a recuperar 16 posições ao longo da prova, e poderia ter chegado em sexto não fosse pela atitude irresponsável do Carlos Henrique. Estou realmente chateado porque o resultado que estive a poucos metros de conquistar era muito importante para o meu campeonato”, encerrou Schlickmann, que registrou o segundo melhor tempo da pista neste domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *