Copa Clio: Toques e reclamações marcam etapa de Curitiba

Prova foi uma das mais conturbadas da temporada e teve safety car na pista já na primeira volta.

Os ânimos de boa parte dos pilotos da Copa Clio estiveram exaltados neste domingo (20), durante a sétima etapa da temporada, realizada no Autódromo Internacional de Curitiba. A prova, que terminou com a vitória do piloto da casa Cláudio Gontijo, foi repleta de toques e reclamações e precisou ser paralisada já na primeira volta para a remoção de dois carros que ficaram parados em pontos diferentes da pista, devido a acidentes.

“O pessoal está pegando pesado. Com 31 carros no grid é normal que haja alguns toques, mas não como tem acontecido nas últimas provas. Muitas batidas têm sido maldosas e a direção de prova precisa tomar uma atitude e punir quem está exagerando. Caso contrário, o espetáculo poderá ficar comprometido”, declarou o paulista Pedro Larriera (El Tranvia / Elemidia), ele próprio vítima de um dos inúmeros incidentes da prova.

Ao fim da corrida, Pedro Larriera foi um dos competidores que formalizaram reclamação contra o piloto do carro número 12, Carlos Henrique, que acabou excluído da disputa. “Foi uma pena eu ter abandonado porque meu carro tinha melhorado em relação ao treino de classificação. Descobrimos que o cubo de uma das rodas dianteiras estava solto, e por isso não consegui virar rápido na tomada”, completou Larriera.

A vitória de Cláudio Gontijo foi a mais tranqüila das quatro já conquistadas pelo piloto na temporada. Autor da pole position, ele liderou de ponta a ponta e recebeu a bandeirada com uma vantagem de 9s350 para o segundo colocado, Wagner Cardoso. Com isso, Gontijo abriu vantagem ainda maior na classificação do campeonato, e passou a somar 112 pontos, contra 75 de Cardoso, o segundo colocado. A próxima etapa da Copa Clio será no dia 10 de setembro, nas ruas de Vitória (ES).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *