Copa Clio: Wagner Cardoso já pensa na próxima etapa

A diferença entre os dois primeiros colocados na bandeirada foi de apenas 0s061. Tempo que nem de longe reflete a corrida de José Cordova, que venceu neste domingo (27) a terceira etapa da Copa Clio, disputada em Tarumã (RS).

Na parte final da prova, apesar de bastante ameaçado por Luciano Kubrusly, que cruzou a linha de chegada ao lado dele, o piloto paranaense tinha o carro mais veloz da prova, tanto que largou na pole position, liderou o tempo inteiro e fez a melhor volta. Ainda voltou para casa em primeiro no campeonato e com uma bela folga na tabela. Está com 57 pontos. Quem aparece na seqüência é Eduardo Garcia, o antigo líder, que agora tem 43.

Para chegar ao pódio, os dois pilotos que disputaram a vitória precisaram escapar de uma largada confusa, que teve uma série de toques no meio do pelotão. Um deles tirou as possibilidades de um dos candidatos ao título, o paulista Wagner Cardoso, que se envolveu numa batida com Peter Gottschalk Jr. e Willians Farias logo no início da prova, atolou na brita e perdeu oito voltas aguardando resgate para voltar à corrida. “Eles me espremeram”, reclamou o piloto, que havia vencido a prova anterior, realizada em Londrina (PR). Depois de retornar à pista, ele ainda fez a terceira melhor volta e acabou em 18º.

“Eu não tinha mais nenhuma chance na corrida, mas sai para mostrar para os dois que me prejudicaram que é possível andar rápido e ultrapassar sem atrapalhar o dia de ninguém. Cheguei neles e ultrapassei da forma mais limpa possível”, disse Wagner Cardoso, que ficou irritado com a manobra dos concorrentes. O maior prejuízo foram os pontos perdidos. Com isso, o paulista permaneceu com 25 pontos e caiu para quinto na tabela. “Agora é pensar na próxima e tentar recuperar o terreno”, concluiu. A quarta etapa será realizada no dia 1º de julho em local ainda indefinido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *