Copa Montana: Pachenki vence em Curitiba e comemora título de 2010

Piloto paranaense da Nascar Motorsport sobrevive a corrida de condições atípicas por conta da chuva

Diogo Pachenki é o campeão da Copa Chevrolet Montana de 2010. O piloto paranaense de 27 anos conquistou o título na tarde deste domingo (5), com a vitória na nona e última etapa, disputada no Autódromo Internacional de Curitiba. Foi o quinto pódio de Pachenki na temporada – venceu também em Interlagos e foi segundo colocado na primeira etapa, em Curitiba, na segunda, no Velopark, e na oitava, duas semanas atrás em Brasília.

“Fiz uma corrida ajuizada, muito tranquila. Tive um erro ainda no começo, mas não perdi a concentração em nenhum momento, não fiquei nervoso. Foi uma corrida de cabeça. O carro estava muito bom na chuva, e a chuva ajudou a gente, porque nos treinos não estava tão bom”, resumiu o campeão. “Essa corrida foi tão cheia de surpresas… Quando vi meus adversários fora da pista, vi que era para o campeonato ser meu, realmente”, comentou.

Pachenki dedicou a conquista do título a seus patrocinadores – Colchões Ecoflex, Lamiwood, Mion, Revista Diference e Boutique do Sono. “Todo o pessoal que me apoiou para esse título se tornar realidade, o Aloysio Andrade e a equipe Nascar, também a minha família e os tantos amigos que estiveram comigo. Sabia que seria difícil mas não desisti em nenhum momento, agora é comemorar e ver para onde os ventos vão apontar em 2011”, disse.

Por conta da chuva forte, a prova foi iniciada com o safety car na pista. As condições adversas de aderência proporcionaram conduções distintas na primeira volta sob bandeira verde. Pachenki, oitavo no grid, já era quarto na segunda volta, quando também saiu da pista ao final da reta dos boxes, perdendo duas posições. Na quinta volta, uma ultrapassagem sobre Pedro Boesel deixou-o em quinto lugar, o que lhe seria suficiente para o título.

Pachenki já estava distante de Daniel e Leite, os dois primeiros, quando o safety car foi acionado pela primeira vez, por conta dos acidentes de Lucas Finger e João Pretto. À relargada, na oitava volta, o líder do campeonato ultrapassou o goiano Wellington Justino e assumiu o quarto lugar. Na décima, tomou a terceira posição de Serafim Júnior. Logo em seguida, o safety car voltou à pista, por conta da batida entre Kau Machado e Marcelo Cesquim.

A intervenção durou três voltas. A segunda relargada foi marcada por uma tentativa de Eduardo Leite de tomar a liderança da prova de Rafael Daniel – só a vitória lhe valeria o título. Na 15ª volta, contudo, Daniel, Leite e Justino saíram da pista na entrada do miolo. Com o problema dos adversários, Pachenki viu-se líder da corrida e praticamente campeão. O safety car ainda voltaria à pista na 17ª volta, para que carros fossem resgatados das áreas de escapa.

A última relargada foi dada para mais uma volta de corrida, em que o líder teve pouco trabalho para confirmar sua segunda vitória no ano – foi o único piloto a ganhar mais uma vez nesta primeira temporada da Copa Chevrolet Montana. O carioca Serafim Júnior, da W2 Racing, e o paulista Marco Cozzi, da Racequip, completaram o pódio. A vitória deste domingo foi a 16ª de Pachenki nas classes de acesso à Stock Car, um recorde absoluto.

Após 19 voltas, o resultado da etapa decisiva da Copa Chevrolet Montana em Curitiba foi o seguinte:

1º) Diogo Pachenki (PR/Nascar Motorsport), 40min19s523
2º) Serafim Júnior (RJ/W2 Racing), a 1s905
3º) Marco Cozzi (SP/Racequip Motorsport), a 2s174
4º) João Paulo Mauro (SP/Nascar Motorsport), a 8s996
5º) Thiago Riberi (SP/W2 Racing), a 9s529
6º) Rafael Daniel (SP/Scuderia 111), a 13s250
7º) Marcelo Tomasoni (SP/Carlos Alves Competições), a 14s895
8º) Thiago Penido (SP/M4T Motorsport), a 18s602
9º) Denis Navarro (SP/RC3-Bassani), a 23s566
10º) Duda Bana (PR/CKR Racing), a 24s949
11º) Eduardo Furlanetto (SP/Racequip Motorsport), a 27s676
12º) Leandro Romera (SP/RS Racing), a 27s851
13º) Douglas Soares (SP/Gramacho Racing), a 28s707
14º) Gustavo Martins (SP/Motortech Competições), a 40s269
15º) Pedro Boesel (PR/Petrópolis Motorsport), a 1 volta
16º) Sérgio Ramalho (PE/Bazzo Racing), a 1 volta
17º) Cadu Pasetti (SP/Gramacho Racing), a 1 volta
18º) Rodrigo Navarro (SP/M4T Motorsport), a 1 volta
19º) Anderson Faria (RJ/AMG Motorsport), a 1 volta
20º) Eduardo Leite (SP/Hot Car Racing), a 3 voltas
21º) Tiago Geronimi (SP/Bazzo Racing), a 3 voltas
22º) Wellington Justino (GO/Hot Car Racing), a 5 voltas
23º) Henrique Assunção (SP/CKR Racing), a 8 voltas
24º) Marcelo Cesquim (SP/Mottin Racing), a 9 voltas
25º) Galid Osman (SP/Carlos Alves Competições), a 10 voltas
26º) João Pretto (MT/Mottin Racing), a 14 voltas
27º) Lucas Finger (SP/AMG Motorsport), a 14 voltas
28º) Gustavo Sondermann (SP/J. Star Racing), a 17 voltas
DESCLASSIFICADO
Kau Machado (PR/Max Power Racing)

CLASSIFICAÇÃO
A decisão do vice-campeonato da Copa Montana dependerá do recurso com que Rafael Daniel tenta reverter a sua desclassificação da etapa de duas semanas atrás, em Brasília. Mesmo não tendo terminado aquela corrida, ele tenta anular a punição para poder utilizar o resultado no descarte obrigatório. Se obtiver sucesso, terá para si o vice-campeonato que, se confirmada sua punição, será de Eduardo Leite.
A classificação final do campeonato fica sendo a seguinte: 1º) Pachenki, 130 pontos; 2º) Leite, 97; 3º) Daniel, 94; 4º) Soares, 81; 5º) Justino, 76; 6º) Finger e Jimenez, 73; 7º) Osman, 71; 8º) Serafim, 49; 9º) Riberi, 48; 10º) Sondermann, 43; 11º) Pretto e Boesel, 36; 13º) Cozzi, 34; 14º) Homem de Mello e Ramalho, 30; 16º) I. Silveira, D. Navarro e Tomasoni, 29; 19º) Campos e Mauro, 25; 21º) Pasetti, 23; 22º) Romera, 20; 23º) R. Navarro, 18; 24º) Penido, 12; 25º) Martins, 8; 26º) Cesquim e Bana, 6; 28º) Cysne, Faria e Furlanetto, 5; 31º) Kray e J. Silveira, 4; 33º) Assunção, 3; 34º) Lapenna, 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *