Copa Petrobras de Marcas: Em grande exibição, Fábio Carbone vence com a Renault em Campo Grande

Complemento da sexta etapa foi disputado na manhã deste domingo (13) com pista seca. Largando da quinta colocação, o piloto da Full Time soube levar o ponteiro Bonilha ao erro e depois controlou a corrida

Manhã fria de domingo no Autódromo Orlando Moura em Campo Grande (MS), onde sob um frio de 13 graus foi disputada a segunda corrida da sexta etapa da Copa Petrobras de Marcas. Com pista seca, os pilotos protagonizaram grandes disputas. Venceu Fábio Carbone com o Renault Fluence da Full Time, seguido por Nonô Figueiredo, que repete o segundo lugar conquistado no sábado com o Chevrolet Cruze. Pilotando o Ford Focus, Cesar Bonilha, que largou da primeira posição, não suportou a pressão mas conquistou mais um pódio com o terceiro lugar.

“Já corri uma temporada toda aqui então tenho um bom conhecimento do carro. O Bonilha estava muito rápido e acho que se ele não tivesse errado eu não conseguiria ultrapassar. Tentei colocar uma pressão pra cima dele e ele acabou cometendo o erro”, disse o vencedor, que largou da quinta posição e na primeira curva já ocupava o segundo lugar, imprimiu um ritmo forte para pressionar Bonilha e tomar a ponta na sétima volta.

Já na largada Nonô conseguiu chegar à quarta posição, logo atrás de seu companheiro de equipe Guilherme Salas. O jovem piloto, vencedor de três provas neste ano, perdeu rendimento e teve de abandonar a corrida nos estágios finais, por problema de superaquecimento do motor. Em terceiro, Nonô acompanhava Carbone na pressão sobre Bonilha, e assumiu o segundo posto quando o piloto da Ford escapou na saída da curva dois na sétima volta. Dali, manteve-se no mesmo ritmo e cruzou a linha de chegada a 3s8 do vencedor.

“Carregando 50 quilos a mais eu sabia que teria uma desvantagem, principalmente na saída das curvas de baixa velocidade. Na largada a pista estava muito suja por fora e todos que apostaram naquela trajetória acabaram se dando mal. Saí de sétimo e pulei para quarto. Vinha na balada dos três primeiros, ultrapassei o Guilherme e fui beneficiado por uma escapada do Bonilha. Tentei colocar mais pressão, mas nesse momento os 50 quilos fizeram a diferença”, comentou Nonô, lembrando do peso extra que carregou na corrida por ocupar a quarta posição na tabela do campeonato.

Bonilha, por fim, contentou-se com o terceiro lugar. “A largada foi boa, mas a pista estava um pouco suja. Na terceira volta eu perdi um acrílico do lado direito do meu carro e começou a entrar muita terra. Isso não é desculpa, mas tirou um pouco a minha concentração. Mas paciência. Estou feliz por estar mais uma vez no pódio. Tive uma vitória na primeira etapa, voltei ao pódio na terceira e agora terminei mais uma vez no pódio. Estou muito satisfeito”, explicou o piloto Ford.

O pelotão intermediário também protagonizou grandes disputas, lideradas por Rubens Barrichello e Thiago Marques que, largando mais de trás, foram os adversários um a um. Nas voltas finais, grande disputa pelo quarto lugar com Felipe Tozzo à frente com o Honda Civic, muito pressionado pelo Renault Fluence de Rubinho e pelo Toyota Corolla de Marques. No giro final, Marques ainda conseguiu passar o campeão de 2014 da Stock Car para fechar em quinto lugar.

Líder do campeonato, Vitor Meira largou dos boxes, mas conseguiu terminar em décimo para somar mais seis pontos na tabela ao passo que Vicente Orige, vice-líder e companheiro de equipe do brasiliense na JLM Racing, fechou em nono lugar com o Civic.

A próxima etapa da Copa Petrobras de Marcas acontece em Curitiba nos dias 17 e 18 de outubro.

Resultado da Corrida 2*:

1-) 45 Fábio Carbone (Full Time Sports – Renault Fluence) – 17 voltas em 38min17s

2-) 11 Nonô Figueiredo (Onze Motorsports – Chevrolet Cruze) – a 3s805 

3-) 99 Cesar Bonilha (Jupiter Racing Team – Ford Focus) – a 8s316 

4-) 57 Felipe Tozzo (JLM Sport – Honda Civic) – a 20s018 

5-) 1 Thiago Marques (RZ Motorsport Toyota – Toyota Corolla) – a 21s284 

6-) 111 Rubens Barrichelo (Full Time Sports — Renault Fluence) – a 21s616 

7-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Team – Renault Fluence) – a 22s267 

😎 0 Gustavo Martins (JLM Sport – Honda Civic) – a 30s925 

9-) 43 Vicente Orige (JLM Racing – Honda Civic) – a 32s658 

10-) 3 Vitor Meira (JLM Racing – Honda Civic) – a 35s715 

11-) 9 Rodrigo Baptista (Toyota Bassani – Racing Toyota Corolla) – a 36s000 

12-) 8 Willian Freire (KFF Pro Racing – Chevrolet Cruze) – a 1 volta 

13-) 17 Daniel Kaefer (RZ Motorsport Toyota – Toyota Corolla) – a 1 volta 

14-) 7 Beto Cavaleiro/Osman Didi (C2 Team – Renault Fluence) – a 1 volta 

15-) 199 Marcelo Rocha (Jupiter Racing Team – Ford Focus) – a 2 voltas 

16-) 31 Willian Starostik (Toyota Bassani Racing – Toyota Corolla) – a 4 voltas 

17-) 12 Guilherme Salas (Onze Motorsports – Chevrolet Cruze) – a 6 voltas 

18-) 88 Alberto Cattucci (KFF Pro Racing – Chevrolet Cruze) – a 10 voltas

Melhor volta: Fábio Carbone, 1min34s543 (média de 130,7 km/h)

*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Classificação do campeonato de pilotos (cinco primeiros):

1. Vitor Meira (Honda) – 173

2. Vicente Orige (Honda) – 148

3. Nonô Figueiredo (Chevrolet) – 136

4. Gustavo Martins (Honda) – 131

5. Thiago Marques (Toyota) – 124

Classificação campeonato de marcas:

1. Honda – 397

2. Toyota – 305

3.Renault – 296

4. Chevrolet – 271

5. Ford – 186

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *