Copa Shell HB20 abre etapa em Goiânia com Eletric, Bornemann e Gianfratti no topo

Kleber Eletric largou na pole position, conquistou a vitória e marcou a melhor volta da corrida 1, enquanto Lucas Bornemann venceu pela primeira vez na Elite. Enzo Gianfratti manteve 100% de aproveitamento na Super

Kleber Eletric confirmou o favoritismo e, após largar na pole position, venceu de ponta a ponta a primeira corrida da Copa Shell HB20 em Goiânia, na tarde deste sábado (22/05). O piloto ainda concluiu a tarde perfeita com a melhor volta da prova, faturando também o Troféu Brazzo Volta Mais Rápida na corrida 1, válida pela segunda etapa do campeonato. Na Elite, Lucas Bornemann conquistou sua primeira vitória na categoria e na Super Enzo Gianfratti manteve os 100% de aproveitamento e venceu pela terceira vez consecutiva em 2021.

Uma confusão logo na largada envolveu carros da Pro e Elite: Beto Cavaleiro, Alberto Catucci, Rafael Reis, Fernando Junior, Gustavo Magnabosco, Wagner Cardoso, Edgar Colamarino e Leonardo Reis. Alheio às confusões, Eletric conseguiu abrir vantagem para o segundo colocado e não aliviou o ritmo até o final. Venceu pela segunda vez em sua carreira na Pro, a segunda em Goiânia. Raphael Abbate terminou em segundo, com Thiago Riberi em terceiro, Alberto Cattucci em quarto e Bruno Testa em quinto.

“A grande confusão na largada me deixou numa situação ainda mais tranquila. Consegui administrar e, na parte final da corrida, ainda marquei a melhor volta. Na minha vitória aqui no ano passado eu também larguei na frente, mas foi por conta do grid invertido. Hoje não, foi por mérito. Mantive a liderança a corrida toda e venci. Então tenho muito que agradecer a Deus, a toda equipe da HRacing e a todos que torcem por mim”, destacou Eletric.

Na Elite, Edgar Colamarino largou na pole position e não conseguiu escapar ileso da confusão na primeira volta. Lucas Bornemann, que partiu do quarto posto, assumiu a ponta, segurou a pressão de Daniel Nino até as últimas voltas, quando conseguiu ultrapassar Fernando Junior (da Pro) e se manter na ponta até o final. Essa foi a primeira vitória de Bornemann na categoria. Nino terminou em segundo, com Juba Giarreta em terceiro, Pedro Perdoncini em quarto e Breno Borges em quinto.

“Sabia que tinha um bom ritmo, mas não consegui encaixar uma boa volta na classificação e larguei em quarto. Tive muito cuidado na largada, consegui fazer uma corrida constante, me livrei dos enroscos e deu tudo certo. Passei por muitas dificuldades no ano passado e essa vitória deixa tudo isso para trás. Tenho que agradecer aos meus parceiros pelo apoio todo esse tempo. Estou muito feliz com essa vitória”, comemorou Bornemann.

Já pela Super, a pole position Thaline Chicoski foi punida por queima de largada. Enzo Gianfratti manteve bom ritmo de prova e venceu pela terceira vez consecutiva na temporada. Rafael Maeda terminou em segundo, com Diego Peroni em terceiro. Thaline conseguiu fazer uma prova de recuperação e, após cumprir um drive through, ainda terminou na quarta posição. Marcelo Zebra completou o pódio.

A Copa Shell HB20 volta ao Autódromo de Goiânia para a segunda prova da rodada dupla no domingo, com largada prevista para às 11h50. A prova será exibida ao vivo pelo Acelerados e também pelo BandSports. A transmissão começa às 11h30.

Veja como terminou a corrida 1:
1. Kleber Eletric (Pro) – 15 voltas em 28min23s369
2. Raphael Abbate (Pro) – a 7.124
3. Thiago Riberi (Pro) – a 9.571
4. Alberto Catucci (Pro) – a 9.875
5. Bruno Testa (Pro) – a 10.286
6. Rafael Reis (Pro) – a 17.558
7. Gustavo Magnabosco (Pro) – a 18.972
8. Lucas Bornemann (Elite) – a 19.797
9. Fernando Junior (Pro) – a 20.581
10. Daniel Nino (Elite) – a 21.419
11. Juba Giarreta (Elite) – a 24.815
12. Pedro Perdoncini (Elite) – a 26.483
13. Breno Borges (Elite) – a 30.469
14. Antonio Junqueira (Pro) – a 30.754
15. Cássio Cortes (Elite) – a 32.468
16. Enzo Gianfratti (Super) – a 33.384
17. Chris Bornemann (Pro) – a 35.513
18. Rodrigo Elger (Pro) – a 43.520
19. Rafael Maeda (Super) – a 49.676
20. Keka Teixeira (Elite) – a 50.440
21. Diego Peroni (Super) – a 50.721
22. Thaline Chicoski (Super) – a 51.772
23. Marcelo Zebra (Super) – a 54.757
24. Alexandre Canassa (Super) – a 55.645
25. Thiago Sansana (Super) – a 58.932
26. Thiago Rizzo (Super) – a 1:00.300
27. Leandro Parizotto (Super) – a 1:00.708
28. Luiz Sena Jr (Pro) – a 1:00.918
29. Wagner Cardoso (Pro) – a 1:09.378
30. Silvio Gatão Gaspar (Super) – a 1:21.952
31. Thiago Paretti (Super) – a 1:25.007
32. Léo Martins (Super) – a 2 voltas
33. Rogério Motta (Pro) – a 2 voltas
34. Eduardo Doriguel (Super) – a 3 voltas
35. Leonardo Reis (Pro) – a 5 voltas
Não completaram 75% da prova
36. Marcus Índio (Elite)
37. Edgar Colamarino (Elite)
38. Beto Cavaleiro (Pro)
Troféu Brazzo Volta Mais Rápida – Kleber Eletric: 1min52s525
*Resultado sujeito a verificações desportivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *