Copa Truck: Giaffone mantém domínio e registra a pole em Campo Grande

Não tem para ninguém: desde o ano passado, o nome da Copa Truck em Campo Grande é Felipe Giaffone. O piloto da VW repetiu a dose de 2017, dominou todos os treinos livres e cravou a pole position para a corrida deste domingo, que acontece às 13h (de Brasília) com transmissão ao vivo do SporTV2.

Com direito até a rodada, Giaffone levou seu caminhão ao limite para superar seu principal rival, Roberval Andrade, para registrar a marca de 1min47s021, superando o Scania do Corinthians por apenas 0s047. “Foi legal demais. Dei uma erradinha na primeira, me atrapalhei na segunda e a que acertei deu certo. Cheguei a dar uma rodada também, mas não danificou o caminhão, o que é importante. A disputa com o Roberval está muito boa, ele será uma grande pedra no nosso sapato.”

Roberval, por sua vez, chegou a perder a pole provisória por ter queimado o radar e, em sua última chance, o conservadorismo o fez perder um pouco de tempo. “Fiquei devendo para mim. Na minha volta ideal eu faltei um pouquinho. Foi muito conservador na freada da reta oposta e isso custou caro. Deveria ter sido mais agressivo e aí perdi a pole. O Carro está equilibrado, forte e constante, o que me deixa muito animado para a corrida. Darei o meu máximo para amanhã.”

Renato Martins é outro que saiu da classificação rindo à toa. Com uma constância que merece destaque, o piloto da MAN repetiu o terceiro lugar dos treinos livres, deixando o Mercedes-Benz de Wellington Cirino para trás por somente 0s033. “Estou feliz demais. O caminhão desceu rápido da carreta, já. Acho que dá pra brigar com eles amanhã. Vamos pra cima, não tenha dúvidas disso”, analisa.

Giuliano Losacco resolveu o problema de câmbio em seu Iveco e dividirá a terceira fila do grid com seu parceiro de marca Beto Monteiro, enquanto Paulo Salustiano, a surpresa do Top Qualifying, e André Marques, ambos da Mercedes-Benz, completaram a relação dos que participaram do Top Qualifying. “Tirei o máximo que podia do meu equipamento e fiquei feliz com minha última volta com o pé no porão”, completa Salu.

Confira o grid de largada completo em Campo Grande:

1. Felipe Giaffone (VW), 1min47s065
2. Roberval Andrade (Scania), 1min47s112
3. Renato Martins (VW), 1min48s521
4. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), 1min48s554
5. Giuliano Losacco (Iveco), 1min48s886
6. Beto Monteiro (Iveco), 1min49s130
7. Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), 1min49s270
8. André Marques (Mercedes-Benz), 1min49s437

Eliminados no Q1

9. Fabio Fogaça (Ford), 1min49s737
10. Regis Boessio (Volvo), 1min49s764
11. Witold Ramasauskas (MAN), 1min50s773
12. Luiz Lopes (Iveco), 1min51s014
13. Djalma Fogaça (MAN), 1min51s269
14. Débora Rodrigues (VW), 1min51s347
15. Adalberto Jardim (Ford), 1min52s357
16. Rodrigo Bellinati (VW), 1min56s001
17. Duda Bana (Volvo), sem tempo (embreagem)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *