Desafio das Estrelas: Pizzonia lidera primeiro treino do Desafio das Estrelas

Vinte e quatro pilotos ficam separados por um segundo em Florianópolis

Mesmo tendo sido um dos pilotos que menos permaneceu na pista, Antonio Pizzonia liderou os treinos que abriram nesta noite a programação da quinta edição do Desafio Internacional das Estrelas. Atualmente na Stock Car, o amazonense cravou o tempo de 56s814 nos 1.207 metros do circuito da Arena Sapiens, em Florianópolis. O primeiro contato com o traçado no período noturno na história da competição registrou o esperado equilíbrio e nada menos de 24 dos 27 karts ficaram separados por um segundo.

Pizzonia deu apenas 13 voltas, mesmo número que Ricardo Maurício – exatamente o piloto que ocupou a 24ª colocação com um segundo de desvantagem. “Tive um problema nos freios e precisei voltar aos boxes depois de apenas uma volta. Levamos algum tempo para arrumar, consegui virar meu tempo, mas no final o problema reapareceu. Vamos ver o que aconteceu”, afirmou Pizzonia, que estimou em dois segundos a evolução dos tempos no sábado.

Anfitrião do encontro de nomes das principais categorias do automobilismo mundial, Felipe Massa reagiu a partir da metade dos 40 minutos de ensaio e fechou na quinta colocação, atrás de Thiago Camilo (Stock Car), João Paulo Oliveira (Super GT Japão) e Vítor Meira (Fórmula Indy). “Os tempos estão muito próximos. Cada hora tinha um piloto na frente. Isso mostra que os equipamentos estão iguais e nos deixa contente. A pista ainda vai melhorar e a cada saída vai ficar mais rápida”, avaliou o ferrarista.

Dos estreantes, o destaque ficou por conta do “local” Leonardo Nienkötter. O representante do Trofeo Linea, que vem se mantendo em atividade no kartismo e recentemente venceu uma prova nos Estados Unidos, terminou em 8º. Dos demais debutantes, o espanhol Jaime Alguersuari (Fórmula 1) ficou em 17º, Bruno Senna (F1) foi o 23º, Alberto Valério (Fórmula GP2) finalizou em 25º, logo à frente de Hélio Castroneves (Fórmula Indy). O ator Marcos Pasquim, convidado da organização, fechou a raia, mas com a diferença de 2s249 para o mais rápido se constituindo numa surpresa positiva.

Única representante do sexo feminino, Bia Figueiredo completou a prática em 20º e apostou numa acentuada queda dos tempos amanhã. “A pista ainda está muito suja e vamos andar bem mais rápido nos próximos treinos”, previu. Castroneves recebeu o resultado com bom humor. “Se eu andar atrás do Marcos Pasquim, vou virar ator. Dançar eu já sei”, brincou o tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis e vencedor do concurso Dançando com as Estrelas nos Estados Unidos.

Os tempos dos treinos livres da sexta-feira:

1 – ANTONIO PIZZONIA – 56s814
2 – THIAGO CAMILO – a 0s139
3 – JOÃO PAULO OLIVEIRA – a 0s144
4 – VITOR MEIRA – a 0s192
5 – FELIPE MASSA – a 0s222
6 – LUCAS DI GRASSI – a 0s235
7 – CHRISTIAN FITTIPALDI – a 0s240
8 – LEONARDO NIENKOTTER – a 0s312
9 – MARCOS GOMES – a 0s344
10 – FELIPE GIAFFONE – a 0s482
11 – RUBENS BARRICHELLO – a 0s483
12 – ENRIQUE BERNOLDI – a 0s537
13 – CACÁ BUENO – a 0s547
14 – MAX WILSON – a 0s553
15 – LUCIANO BURTI – a 0s560
16 – POPÓ BUENO – a 0s650
17 – JAIME ALGUERSUARI – a 0s663
18 – RICARDO ZONTA – a 0s710
19 – XANDINHO NEGRÃO – a 0s714
20 – BIA FIGUEIREDO – a 0s727
21 – ALLAM KHODAIR – a 0s806
22 – TONY KANAAN – a 0s906
23 – BRUNO SENNA – a 0s932
24 – RICARDO MAURICIO – a 1s000
25 – ALBERTO VALÉRIO – a 1s392
26 – HELIO CASTRONEVES – a 1s394
27 – MARCOS PASQUIM – a 2s249

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *