Desafio das Estrelas: Surpreso, Alguersuari vence o Desafio das Estrelas

Espanhol é beneficiado com desclassificação de Bianchi e mantém domínio da F1 na prova

O espanhol Jaime Alguersuari manteve a supremacia dos pilotos da Fórmula 1 no Desafio Internacional das Estrelas ao conquistar a sexta edição do evento promovido por Felipe Massa e concluído neste domingo no Kartódromo Arena Sapiens, em Florianópolis. O estreante francês Jules Bianchi, que se tornaria o primeiro a ganhar as duas baterias da prova, chegou a comemorar o título e receber o troféu de campeão no alto do pódio, mas recebeu a má notícia na hora da coletiva de imprensa da boca do próprio anfitrião: como o peso de seu kart estava abaixo do limite, foi desclassificado e despencou para 5º na classificação geral. Com um 3º e um 4º lugares, Massa ficou com o vice e Lucas di Grassi, vencedor no ano passado, subiu para terceiro.

Alguersuari ocupava calmamente uma posição lateral na mesa da coletiva antes da conversa com os jornalistas e arregalou os olhos com a informação. “Eu não estava sabendo disso. Sinto muito por ele, mas regras são regras. No fundo, no entanto, isso não é o mais importante, e sim poder participar desta prova tão bonita e fazer parte da festa. Espero voltar muitas vezes mais aqui, porque adoro o Brasil e Florianópolis”, disse o piloto da Toro Rosso na Fórmula 1, que ainda viu Massa puxar uma salva de palmas em sua homenagem. “Ele não teve essa oportunidade no pódio”, lembrou o brasileiro.

Felipe também lamentou a punição aplicada a Bianchi, uma das apostas da Ferrari para o futuro e que não sabe o que fará na carreira – conduzida pelo mesmo empresário de Massa – em 2012. “Ainda estamos estudando as alternativas”, explicou, sem esconder a decepção com a perda de uma vitória que fez por merecer na pista. Na véspera, Bianchi dera um show no asfalto molhado e neste domingo, debaixo de sol forte, precisou de poucas voltas para assumir a liderança depois de partir apenas em 8º. Nem Alguersuari, que já havia terminado em segundo na véspera e cruzou a linha de chegada na bateria final em segundo após uma árdua batalha contra Di Grassi, conseguiu se aproximar de seu ritmo.

Se o grande público vibrou com dois espetáculos de ótimo nível técnico, recheado com número recorde de atrações da Fórmula 1 e outras séries importantes do automobilismo mundial, Massa não escondeu a alegria com o sucesso do evento – e por variadas razões. “Houve de tudo aqui. Corrida na chuva, o que nunca havia acontecido no Desafio, um estreante que ganharia de forma inédita as duas provas e acabou desclassificado… E para mim foi importante porque finalmente consegui subir ao pódio depois de uma temporada tão complicada. É um grande impulso para começar 2012 bem mais forte”, comemorou o astro da Ferrari.

Enquanto a organização da prova ainda refazia as contas para apurar a nova classificação após as desclassificações, Rubens Barrichello mantinha as esperanças de terminar na 3ª colocação. Com a confirmação de que fora superado por Di Grassi por apenas dois pontos, ao menos deixou o kartódromo com um prêmio de consolação que fez questão de tomar das mãos do adversário e amigo. Quarto colocado na bandeirada da segunda bateria, ganhou uma posição com a punição aplicada a Bianchi. “Me dá aqui esse troféu do terceiro lugar, que esse vou dar para o meu filho” .

O resultado final do Desafio Internacional das Estrelas:

1ª bateria

1 – Jules Bianchi, 25 voltas em 26min17s395
2 – Jaime Alguersuari, a 7s487
3 – Felipe Massa, a 7s2538
4 – Nelsinho Piquet, a 20s280
5 – Antonio Pizzonia, a 21s602
6 – Rubens Barrichello, a 22s529
7 – Jérôme D’Ambrosio, a 26,EROME D’ AMBROSIO – a 25s620
8 – Lucas di Grassi, a 29s376
9 – Allam Khodair, a 29s788
10 – Luciano Burti, a 35s827
11 – Vitantonio Liuzzi, a 38s301
12 – Ricardo Zonta, a 38s406
13 – Tony Kanaan, a 38s982
14 – Cacá Bueno, a 39s209
15 – Xandinho Negrão, a 39s292
16 – Vítor Meira, a40s254
17 – Bia Figueiredo, a 40s308
18 – Adrian Sutil, a 42s598
19 – Leonardo Nienkotter, a 43s513
20 – Hélio Castroneves, a 43s584
21 – Enrique Bernoldi, a 47s417
22 – Max Wilson, a 47s730
23 – Pastor Maldonado, a duas voltas
24 – Christian Fittipaldi, a duas voltas
25 – Pietro Fitttipaldi, a três voltas
26 – Tuka Rocha, a três voltas

Não completaram
Popó Bueno, a 16 voltas
Marcos Gomes, a 22 voltas

Desclassificado
Gianni Morbidelli

2ª bateria

1- Jaime Alguersuari, 33 voltas em 31min30s485
2- Lucas Di Grassi, a 5s211
3- Rubens Barrichello, a 5s353
4- Felipe Massa, a 5s946
5- Jerome D´Ambrosio, a 6s515
6- Antonio Pizzonia, a 6s997
7- Ricardo Zonta, a 11s371
8- Luciano Burti, a 14s500
9- Marcos Gomes, a 14s791
10- Helio Castroneves, a 18s226
11- Vitantonio Liuzzi, a 18s720
12- Cacá Bueno, a 31s409
13- Enrique Bernoldi, a 31s641
14- Gianni Morbidelli, a 39s020
15- Pietro Fittipaldi, a 46s142
16- Allam Khodair, a 4 voltas

Não completaram
Popó Bueno, a 11 voltas
Max Wilson, a 13 voltas
Adrian Sutil, a 14 voltas
Tony Kanaan, a 16 voltas
Christian Fittipaldi, a 21 voltas
Tuka Rocha, a 24 voltas
Pastor Maldonado, a 31 voltas

Desclassificados
Jules Bianchi
Nelsinho Piquet
Vitor Meira
Leonardo Nienkotter
Bia Figueiredo

Classsificação do Desafio 2011:

1 – JAIME ALGUERSUARI – 45 pontos
2 – FELIPE MASSA – 29
3 – LUCAS DI GRASSI – 28
4 – RUBENS BARRICHELLO 26
5 – JULES BIANCHI – 25
6 – ANTONIO PIZZONIA – 21
7 – JEROME D’ AMBROSIO – 20
8 – LUCIANO BURTI – 14
9 – RICARDO ZONTA e NELSINHO PIQUET – 13
11 – VITANTONIO LIUZZI – 12
12 – ALLAM KHODAIR e MARCOS GOMES – 7
14 – HELIO CASTRONEVES e CACÁ BUENO – 6
16 – TONY KANAAN e ENRIQUE BERNOLDI – 3
18 – GIANNI MORBIDELLI – 2
19 – XANDINHO NEGRÃO e PIETRO FITTIPALDI – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *