Desafio Internacional das Estrelas: Alguersuari comemora contrato renovado na prova de Massa

“Felipe é um grande piloto e uma grande pessoa”, diz espanhol da Toro Rosso

O espanhol Jaime Alguersuari não é apenas o único estrangeiro entre os 27 pilotos que disputam neste fim de semana a quinta edição do Desafio Internacional das Estrelas em Florianópolis. Com apenas 20 anos, é o mais jovem do grid. E, certamente, também um dos mais felizes pela oportunidade recebida de medir forças contra colegas da Fórmula 1 e de outras importantes séries do automobilismo internacional na prova criada por Felipe Massa.

E foi a boa relação que mantém com o ferrarista que pesou na decisão de aceitar o convite para vir à capital paranaense pela primeira vez. “Felipe me chamou para correr no final da temporada, acho que no Japão. Aceitei na hora, porque o Felipe é não apenas um grande piloto, mas também uma grande pessoa. Adoro o Brasil e essa é uma época sem corrida, então tudo casou”, explicou Alguersuari, que não disfarça a alegria por já estar com a vida resolvida na Fórmula 1 em 2011. “Já assinei a renovação do contrato com a Toro Rosso. Está tudo certo”, assegurou.

Alguersuari desembarcou na manhã desta sexta-feira em Florianópolis e só apareceu no Kartódromo Arena Sapiens no meio da tarde, mas a tempo de participar do sorteio dos karts. À primeira vista, ainda antes de fazer o reconhecimento do circuito a pé que pretendia fazer como preparação aos treinos livres da noite, elogiou a pista. “É muito longa e interessante. Acho que vai dar uma prova bastante disputada.”

Os ensaios noturnos marcariam o reencontro de Alguersuari com o kart depois de longo tempo. “A última vez que andei foi há exatamente um ano, no Campeonato Mundial de Shifter na Itália. Até que fui bem ao conseguir o quinto lugar na largada da final, mas depois bati. Uma batida forte, aliás”, brincou. Sobre as suas chances diante de rivais qualificados e com experiência não apenas com o chassi Birel, o motor Iame Parilla e os pneus Bridgestone, mas também com o traçado de 1.207 metros, o espanhol mostrou despreocupação. “São excelentes pilotos, sem dúvida, mas só a partir do início de treinos é que será possível saber como todos estão.”

No final da tarde, os organizadores fixaram em 182 quilos o peso mínimo do conjunto piloto-kart.

O Desafio Internacional das Estrelas é uma realização de Carlinhos Romagnolli Promoções & Eventos, com patrocínio de Banco Santander, Bridgestone, Cerveja Sol, Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina, co-patrocínio de Fiat, Shell, Costão do Santinho, JK Pneus, WebMotors e apoio da Prefeitura de Florianópolis, Beiramar Shopping, Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina, Sapiens Parque, Honda, Instituto Ayrton Senna, Rádio Jovem Pan e CBA.

Demais informações sobre a prova estão disponíveis no site oficial
www.desafiodasestrelas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *