Dignity Gold Sprint Race: estreante brilha no Velocitta e conquista primeira corrida

O gaúcho Arthur Gama, em sua primeira participação na categoria, deu um show no interior paulista e venceu o duelo com o experiente Gerson Campos. A vitória na PRO ficou com Pedro Costa e, na AM, Giovani Girotto

No duelo entre estreantes e mais experientes, a primeira corrida da segunda etapa da Dignity Gold Sprint Race apontou a vantagem da nova geração. Na manhã deste domingo, no Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu (SP), o lugar mais alto do pódio ficou com o estreante Arthur Gama (RS), da categoria PROAM, após um duelo emocionante com o experiente paulista Gerson Campos (SP), da PRO, campeão de 2018, que ao final da corrida contou com uma penalização de 20 segundos por atitude antidesportiva contra o estreante passando a ocupar a oitava posição.

Gama marcou o tempo de 25min14seg654 para as 14 voltas completadas. A segunda colocação do geral foi do paulistano Pedro Costa, vencedor da PRO, que fez uma incrível corrida de recuperação (largou em décimo). A terceira posição ficou com o piloto da Bahia, Diogo Moscato. A segunda corrida será na tarde deste domingo, com início a partir das 13 horas.

A etapa vem mostrando bem no final de semana a qualidade e competitividade da categoria, uma das melhores do país. Depois de um classificatório disputadíssimo no sábado, a programação deste domingo não poderia começar de forma melhor. No belo cenário do interior paulista e em uma pista que agrada a todos, os pilotos fizeram sua parte, dando mais uma amostra do campeonato extremamente disputado que a Dignity Gold Sprint Race terá em 2022.

E o dia era mesmo de Arthur, natural de Porto Alegre. Largando na segunda posição pelo critério de desempate – fez o mesmo tempo que a pole Diogo Moscato, mas foi depois do adversário –, ele tomou a ponta logo na primeira volta, seguido por Gerson Campos. O gaúcho liderou por oito voltas, quando foi superado por Campos. Na parte final, Gerson, Gama e Rafael Teixeira, nesta ordem, lutavam pelo primeiro lugar. Mas, na penúltima volta, Gama recuperou a ponta e seguiu até o final para garantir sua primeira vitória.

“Comecei com o pé direito. Não esperava que isso pudesse acontecer logo na estreia, mas estou muito feliz. Larguei bem e tive uma batalha dura o tempo todo. Fui para o segundo lugar e, depois de um enrosco no “S”, voltei a liderar e pude conquistar o primeiro lugar. Não tenho palavras para falar o quanto estou feliz. Só tenho que agradecer a todos que me apoiam”, destacou. Na mesma categoria, a segunda colocação foi de Diogo Moscato e a terceira de Antonio Junqueira.

Pedro Costa comemorou o resultado final, Pedro, aliás, foi um dos nomes da corrida, pois ganhou nada menos que sete posições (largou em décimo). “O automobilismo é realmente impressionante. Vindo da PROAM e, agora, estar ganhando na PRO é muito gratificante. Estamos em uma excelente posição na tabela do campeonato, dá para brigar pelo título, é constância e garantir que as coisas permaneçam assim!”, diz o piloto do GTSR#77.

Ainda na PRO, Alex Seid, segundo colocado e Rafael Dias, terceiro, tiveram ótimo desempenho. Gerson Campos (#82) também destacou a emoção proporcionada por todos. “Muito equilíbrio no começo e, depois, o final de prova empolgante. Esta pista é muito legal e gosto muito de correr aqui. O Arthur guiou muito bem e está de parabéns”, disse.

A categoria AM também foi bem acirrada, com os três melhores chegando juntos. A primeira colocação, foi de Giovani Girotto (14º no geral), enquanto Alexandre Kauê ficou como segundo, e Roberto Possas em terceiro.

A GT Sprint Race é patrocinada por Dignity Gold e Pirelli, com o apoio de Militec1, TecPads, Fremax, Real Radiadores e Graxa.

Resultados da Corrida 1:

1) #9 Arthur Gama, PROAM, 14 voltas, 25min14seg654

2) #77 Pedro Costa, PRO, a 2seg291

3) #54 Diogo Moscato, PROAM, a 2seg713

4) #1 Alex Seid /Marcelo Henriques, PRO, a 3seg711

5) #61 Antonio Junqueira, PROAM, a 5seg121

6) #13 Rafael Dias, PRO, a 6seg857

7) #87 Rodrigo Sperafico /Jorge Martelli, PRO, a 15seg148

8) #12 Edgar Bueno Neto, PRO, a 15seg516

9) #82 Gerson Campos, PRO, a 20seg409

10) #37 Ayrton Chorne, PRO, a 37seg497

11) #18 Dudu Trindade, PROAM, a 39seg268

12) #79 Rafael Seibel, PROAM, a 39seg604

13) #56 Brendon Zonta, PROAM, a 57seg252

14) #72 Giovani Girotto, AM,  a 1min05seg830

15) #8 Alexandre Kauê, AM, a 1min13seg299

16) #31 Roberto Possas, AM, a 1 volta

17)  #21 Raphael Teixeira /Thiago Camilo, PRO, a 1 volta

18) #19 Luciano Zangirolami /Sergio Ramalho, PRO, a 1 volta

19) #78 Leo Yoshii, AM, a 2 voltas

20)  #17 Walter Lester, AM, a 2 voltas

Não completaram 75% da prova

21)#10 Adalberto Baptista, PROAM, a 11 voltas

22) #88 Marcio Garcia /Lucas Mendes, PROAM, não largou

Melhor volta: #61 Antonio Junqueira, PROAM, 1min40seg023, 123,740 km/h, 8ª volta

 

Grid da Corrida 2

1) #21 Thiago Camilo/ Raphael Teixeira, PRO

2) #54 Diogo Moscato, PROAM

3) #09 Arthur Gama, PROAM

4) #82 Gerson Campos, PRO

5) #19 Sérgio Ramalho/ Luciano Zangirolami, PRO

6) #01 Marcelo Henriques/ Alex Seid, PRO

7) #87 Jorge Martelli/ Rodrigo Sperafico, PRO

8) #77 Pedro Costa, PRO

9) #10 Adalberto Baptista, PROAM

10) #13 Rafael Dias, PRO

11) #78 Leonardo Yoshii, AM

12) #72 Giovani Girotto, AM

13) #12 Edgar Bueno Neto, PRO

14) #08 Alexandre Kauê, AM

15) #56 Brendon Zonta, PROAM

16) #88 Lucas Mendes/ Marco Garcia, PROAM

17) #17 Walter Lester, AM

18) #79 Rafael Seibel, PROAM

19) #31 Roberto Possas, AM

20) #61 Antonio Junqueira, PROAM

21) #18 Eduardo Trindade, PROAM

22) #37 Ayrton Chorne, PRO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *