Disputa pela liderança da Itaipava GTBR4 pega fogo em Curitiba

Sérgio Laganá e Alan Hellmeister têm 37 pontos contra 35 do vice-líder, Renan Guerra.

Separados por uma pequena diferença, os líderes Sérgio Laganá e Alan Hellmeister, que somam 37 pontos, e o vice-líder, Renan Guerra, que tem 35, prometem uma disputa acirrada pela liderança da categoria Itaipava GTBR4 (que larga no mesmo grid, mas tem resultado e pontuação separados da Itaipava GTBR3) na rodada dupla de Curitiba, a segunda do campeonato, marcada para os dias 24 e 25 de abril.
Os dois pontos que separam os primeiros e o segundo colocados fazem com que eles trabalhem ainda mais forte na busca pela dianteira. E para se manter na ponta, a dupla Sérgio Laganá e Alan Hellmeister aposta na possível estreia de um novo carro: o modelo Ferrari Challenge. “Temos uma mudança boa para esta prova que é a aquisição de um modelo Ferrari”, afirma Alan Hellmeister.
“Agora, resta saber como ele vai andar, pois recebeu algumas restrições e está com apenas 30% de sua aceleração. Mas nossa expectativa é que vá bem logo de cara e sabemos também que é um carro mais durável”, afirmou Alan Hellmeister, que ainda não sabe se o modelo Ferrari Challenge será realmente utilizado em Curitiba. 
“Ainda existe a chance de usarmos o Maserati Trofeo, porque não sabemos como o Ferrari Challenge vai andar”, acrescentou o piloto, que vai experimentar o novo modelo nos treinos livres de sexta-feira (23). Para Renan Guerra, a entrada do Ferrari Challenge no grid vai deixar a Itaipava GTBR4 ainda mais competitiva.
“Será uma corrida bem interessante, porque a entrada dos carros novos vai mudar um pouco a cara da categoria e aumentar o número de pilotos na pista. A diferença entre os modelos pode ser a durabilidade. O modelo Ferrari é mais novo e vai ser mais difícil quebrar durante as corridas”, destacou Renan Guerra.
O piloto, que segue com um Maserati Trofeo, revela que não há só pontos positivos para quem vai andar com Ferrari Challenge. “O nosso carro (Maserati) se adaptou muito bem aos novos pneus e andou legal. Já os modelos Ferrari usam pneus mais finos, que vão se desgastar mais rapidamente e terminar a corrida em situação complicada”, analisou Renan Guerra.
Além de Sérgio Laganá e Alan Hellmeister, que ainda não tomaram uma decisão definitiva, dois outros pilotos confirmaram o uso do modelo Ferrari Challenge em Curitiba: Valter Rossete, que está em terceiro no campeonato, e o apresentador Otávio Mesquita, que retorna ao Itaipava GT Brasil, onde teve rápida passagem em 2008.
CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO – ITAIPAVA GTB4
1 Alan Hellmeister/Sérgio Laganá, 37 pontos
2 Renan Guerra, 35 
3 Valter Rossete, 28
4 Leonardo Medrado/Cristiano Federico, 28
5 Henrique Assunção/Carlos Kray, 21
6 Marçal Melo/William Freire, 13
7 Carlos Burza/ André Posses, 9 
8 Alexandre Morsa, Roberto Laganá, e Samuel Melo/Adriano Griecco, 0 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *