Endurance: ALPINE CONQUISTA POLE POSITION HISTÓRICA E UM NOVO PÓDIO EM PORTUGAL

  • Alpine Elf Matmut Endurance Team conquistou seu segundo pódio consecutivo da temporada no Campeonato Mundial de Endurance da FIA.
  • Quarenta e quatro anos e um dia após a última pole position de um protótipo da marca participando oficialmente do WEC, um Alpine largou da primeira posição no grid em uma grande prova de Endurance.
  • Carro mais rápido nas qualificações, o A480 pilotado por Nicolas Lapierre, o brasileiro André Negrão e Matthieu Vaxivière também fez a melhor volta durante a corrida, nas 8 Horas do Portimão.

Confiantes depois do segundo lugar em Spa-Francorchamps, a Alpine Elf Matmut Endurance Team chegou ao Autódromo Internacional do Algarve com o desejo de confirmar sua posição no topo do campeonato FIA WEC.

Graças às conquistas obtidas na Bélgica e ao trabalho minucioso realizado na sede da Signatech, na cidade francesa de Bourges, a equipe deu os últimos retoques nas regulagens do A480, para adaptá-lo ao novo equilíbrio de performances em vigor a partir dos testes livres. Nicolas Lapierre, o brasileiro André Negrão e Matthieu Vaxivière mostraram imediatamente sua capacidade de dominar o traçado do circuito português na categoria Hypercar, progressivamente reduzindo o tempo de referência nos testes livres (EL): 1’33’’781 nos EL1, 1’32’’074 nos EL2, e 1’31’’652 nos EL3.

A equipe Azul estava otimista nas qualificações e Matthieu Vaxivière manteve o ritmo, fazendo uma verdadeira proeza durante o exercício de apenas dez minutos. Autor de uma volta de 1’30’’364, o francês conquistou a primeira pole position absoluta da Alpine no Campeonato Mundial de Endurance da FIA e a primeira de um protótipo da marca participando oficialmente do WEC desde as 24 Horas de Le Mans de 1977.

Nicolas Lapierre foi encarregado de iniciar a prova de oito horas no domingo ensolarado. Com uma largada perfeita, ele abriu rapidamente uma distância em relação aos seus concorrentes, mostrando-se eficiente e incisivo em meio ao tráfego, apesar de ter enfrentado um problema no rádio. Primeiro líder a entrar no box, Nicolas Lapierre voltou a assumir o comando ao final da primeira hora, cedendo posteriormente o volante ao brasileiro André Negrão e Matthieu Vaxivière.

Ocupando a primeira posição ao final de cada uma das quatro primeiras horas, o A480 estava na liderança na metade da prova, quando Nicolas Lapierre voltou à pista atrás dos Toyota. Apesar de o A480 ter que parar mais vezes que seus adversários, os esforços dos três pilotos – sucessivamente os mais rápidos na corrida – deram seus frutos vinte minutos mais tarde, quando a atuação do Safety Car reuniu os três pretendentes à vitória.

Partindo para a briga com os carros da Toyota assim que a prova foi reiniciada, Nicolas Lapierre rapidamente encontrou uma abertura para fazer uma fantástica ultrapassagem sobre Kazuki Nakajima, na entrada da primeira curva. O francês passou em seguida ao ataque de Kamui Kobayashi, antes de parar para fazer mais um revezamento. Utilizando estratégias diferentes, as três equipes se revezaram na liderança da prova, jogando uma verdadeira partida de xadrez. Infelizmente, a decretação da bandeira amarela em todo o traçado pouco depois da última parada da equipe no box foi a oportunidade que os líderes da prova precisavam para dominar o final da corrida.

No último revezamento, o brasileiro André Negrão consolidou o pódio do A480 com pouco mais de um minuto atrás dos vencedores, apesar das duas paradas a mais que o trio vencedor e uma a mais que o carro que terminou em segundo. Este resultado permite que a Alpine Elf Matmut Endurance Team consolide seu segundo lugar na classificação geral.

O próximo evento do calendário levará o A480 e seus três pilotos à Itália, para a terceira prova do Campeonato Mundial de Endurance da FIA: as 6 Horas de Monza (16-18 de julho).

Philippe Sinault, Diretor da equipe Alpine Elf Matmut Endurance Team:

“Foi uma grande conquista fazer uma corrida perfeita, pois não tivemos nenhum problema durante esta prova de oito horas, nem cometemos qualquer erro em uma pista tão exigente, tanto física como tecnicamente. O carro de segurança permitiu nossa volta à briga e recuperar a liderança, fazendo pressão sobre nossos adversários para que eles gastassem mais combustível. Perdemos o segundo lugar devido à bandeira amarela em todo o traçado e ficamos um pouco frustrados por não termos tido condições de concorrer à vitória em situação normal. O equilíbrio de performance foi muito bem gerenciado em relação ao desempenho, mas ainda faltam alguns detalhes para aprimorar neste dificílimo exercício, que ainda estamos entendendo. Precisamos analisar todos os dados para ver onde podemos melhorar, mas também os recursos disponíveis nas instâncias esportivas. Por isso, temos muito trabalho a fazer antes de Monza!”

Nicolas Lapierre:

“A equipe realizou um grande fim de semana com um carro excelente, por isso ficamos um pouco frustrados com o terceiro lugar. O A480 se comportou bem, fomos melhores que nossos adversários na gestão dos pneus e tivemos belas batalhas na pista. O tráfego não estava muito fácil de gerenciar, com as curvas sem visão, mas foi muito bacana estar em Portimão. Monza terá características diferentes, muito mais próximas de Le Mans, e vamos dar o máximo de nós para terminar ainda mais alto na hierarquia.”

André Negrão:

“O início da corrida foi muito bacana, mas rapidamente compreendemos que enfrentaríamos uma batalha difícil para conquistar a vitória, considerando a diferença entre os revezamentos das equipes. Foi complicado, mas são essas as regras do jogo e fizemos nosso melhor, até que a bandeira amarela em todo o traçado eliminou nossas chances faltando meia hora para a chegada. Apesar do resultado, estou feliz porque a equipe obteve dados valiosos e ao mesmo tempo fez um trabalho perfeito durante todo o fim de semana.”

Matthieu Vaxivière:

“Podemos tirar muitos pontos positivos graças à nossa pole position, que recompensou todo o trabalho realizado pela equipe. Trabalhamos muito duro, por isso essa performance nos motiva a fazer ainda mais. Mesmo assim, acho que estamos todos um pouco decepcionados com o resultado da corrida. Novamente fizemos uma prova impecável, fizemos absolutamente nosso máximo ao volante, mas não foi suficiente por razões que estão além do nosso controle. Agora vamos seguir em frente e continuar lutando!”

 

CLASSIFICAÇÃO

8 Horas de Portimão

1. Toyota Gazoo Racing n°8 – 300 voltas

2. Toyota Gazoo Racing n°7 +1’’800

3. Alpine Elf Matmut Endurance Team n°36 +1’08’’597

JOTA n°38 + 4 voltas

JOTA n°28 + 4 voltas

Campeonato Mundial de Endurance da FIA – Hypercar

1. Toyota Gazoo Racing – 64 pontos

2. Alpine Elf Matmut Endurance Team – 42 pontos

3. Glickenhaus Racing – 1 ponto
 

Sobre a Alpine

Fundada em 1955 por Jean Rédélé, a Alpine sempre se destacou com seus carros esportivos com estilo francês. Em 2018, a marca apresentou o novo A110, um carro esportivo fiel aos princípios atemporais da Alpine em matéria de compacidade, leveza, agilidade e prazer de dirigir. Em 2021, foi criada a Unidade de Negócios Alpine. Assim, ela se tornou a marca dedicada aos carros esportivos inovadores, autênticos e exclusivos do Grupo Renault, que se beneficiam do legado e do know-how de sua fábrica histórica de Dieppe, bem como da maestria da engenharia das equipes da Alpine Racing e da Alpine Cars.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *