Endurance: Assunção, Fortes e Toso surpreendem no final e vencem as Quatro Horas do Velopark

Conquista do trio do protótipo AJR coroou equilibro da categoria: em três provas no ano, três vencedores diferentes

Três provas e três vencedores diferentes no Império Endurance Brasil. E hoje, na disputa das Quatro Horas do Velopark, foi a vez de Henrique Assunção, Fernando Fortes e Andersom Toso. O trio da equipe JLM Racing largou na sexta colocação, soube tirar proveito dos problemas sofridos pelos principais adversários para tomar a dianteira nas últimas voltas e levar o protótipo AJR #175 ao topo do pódio.

“Estou até emocionado com este momento. Foi uma corrida fantástica, consistente, e que coroou toda a organização do Império Endurance Brasil. O campeonato não para de crescer, está cada vez mais equilibrado e, mais do que a nossa conquista, este momento é de celebração de todos os envolvidos na realização do torneio”, afirmou Assunção após a bandeirada.

“Temos que agradecer a toda equipe que fez uma estratégia perfeita, um carro que não apresentou problemas que nos atrapalhassem e isso foi essencial”, adicionou Toso. Os sustos  aconteceram apenas nas voltas finais, quando o protótipo chegou a apagar e, no último giro, quando Fortes se envolveu em um toque no momento de ultrapassar um retardatário.

“Foi um final de prova surpreendente e nervoso, com certeza. Mas o mais importante é que conseguimos conquistar esta vitória emocionante depois de uma corrida longa e complicada. Agora vamos comemorar este resultado e trabalhar para que voltemos a vencer também nas próximas etapas”, finalizou Fortes.

O resultado embolou o campeonato. Mesmo com problemas e cruzando a linha de chegada na modesta sexta colocação, Pedro Queirolo e David Muffato seguraram a liderança da categoria P1 com 255 pontos. A vantagem sobre o segundo colocado, o trio formado por Tiel Andrade, Julio Martini e Nelsinho Piquet – que terminou a prova deste sábado na quarta colocação – agora é de 20 pontos.

Na GT3, Ricardo Maurício e Marcel Visconde levaram a Porsche à segunda vitória no ano e, desta forma, assumiram a liderança do campeonato. A dupla da Stuttgart Motorsport foi a 310 pontos e abriu 20 de vantagem em cima de Xandinho Negrão, segundo colocado na prova deste domingo ao lado de Ricardo Baptista.

“Só temos que agradecer a toda equipe Stuttgart, que reconstruiu nosso carro em tempo recorde. Algumas peças chegaram somente no sábado e, portanto, dedico essa vitória a todo o nosso time”, afirmou Ricardo Maurício. “Estamos muito felizes, me adaptei bem ao novo carro e agora vamos tentar manter este ritmo para brigar pelo título da temporada”, completou Visconde.

Já na categoria GT4, segunda vitória consecutiva da dupla da Mercedes Átila Abreu e Leo Sanchez, que desta forma tomaram a liderança do campeonato. Na GT4 Light quem levou a melhor foi a Ginetta de Renan Guerra e Stuart Turvey. A GT3 Light foi dominada por Sérgio Ribas e Guilherme Ribas, a bordo de um Aston Martin. 

Na categoria P2, vitória de Fernando Poeta, Artur Caleffi e Claudio Ricci. E fechando o dia de pódios em uma prova de 233 voltas, o vencedor da P3 foi a dupla formada pelo veterano Aldoir Sette e o jovem estreante Bruno Smielevsk, piloto de 18 anos, o mais jovem do grid.

A próxima etapa do Império Endurance Brasil está marcada para o próximo dia 31, em Goiânia.

Confira o resultado final:

1º) 175 – H.Assunção/A.Toso/F.Fortes (AJR, P1), 233 voltas em 4:00:46.819 (média de BOX kmh)
2º) 55 – Marcel Visconde/Ricardo Maurício (Porsche , GT3), a 3.458
3º) 20 – Fabio Ebrahim/Wagner Ebrahim (GinettaG57 , P1 ), a 17.212
4º) 444 – Vicente Orige/Gustavo Kiryla (AJR , P1), a 1:14.263
5º) 5 – Andrade/Martini/Piquet/Sousa (AJR , P1), a 8 voltas
6º) 15 – Leonardo Sanchez/Atila Abreu (Mercedes , GT4), a 10 voltas
7º) 63 – Sérgio Ribas/Guilherme Ribas (AstonMartin , GT3L), a 10 voltas
8º) 3 – Alexandre Auler/Guilherme Salas (Mercedes , GT4), a 11 voltas
9º) 22 – F.Abrunhoza/L.Foresti/L.Ferrari (McLaren , GT4), a 13 voltas
10º) 21 – A.Moraes/R.Rodrigues/C.H.Mello (Mercedes , GT4), a 13 voltas
11º) 57 – Stuart Turvey/Renan Guerra (GinettaGT4 , GT4L), a 15 voltas
12º) 11 – Emilio Padron/Vitor Genz (AJR , P1), a 15 voltas
13º) 9 – Xandinho Negrão/Ricardo Baptista (Mercedes , GT3), a 20 voltas
14º) 69 – N.Monteiro/Alcaraz/Hellmeister (GinettaGT4 , GT4L), a 21 voltas
15º) 113 – Pedro Queirolo/David Muffato (AJR , P1), a 22 voltas
16º) 54 – Tuca Antoniazzi/Jorge Machado (Mercedes , GT4L), a 35 voltas
17º) 155 – R.Mendes/Tom Fo/M.Muller (Ferrari , GT3L), a 43 voltas
18º) 7 – Aldoir Sette/Bruno Smielevski (MRX , P3), a 45 voltas
19º) 23 – Ziemkiewicz/Pamplona/Bastos (McLaren , GT4), a 46 voltas
20º) 18 – F.Poeta/A.Caleffi/C.Ricci (MCRFordV8 , P2), a 48 voltas
21º) 16 – Esio Vichiese/Artur Ramos (GinettaGT4 , GT4L), a 66 voltas
22º) 72 – Carlos Antunes/Yuri Antunes (MRX , P3), a 70 voltas
23º) 46 – Gustavo Martins/Pedro Castro (AJR , P1), a 74 voltas
24º) 0 – C.Horta/A.Batista/W.Freire (GinettaGT4 , GT4L), a 84 voltas
25º) 82 – Robbi Perez/José Cordova (Roco , P3), a 96 voltas
26º) 80 – A.Finardi/R.Suzuki/L.Floss (AJR , P1), a 100 voltas
27º) 12 – J.Kraucher/N.Faustini/A.Piedade (Sigma , P2), a 139 voltas
28º) 34 – R.Haag/M.Marcondes/A.Leist (MRX , P3), a 150 voltas
29º) 75 – F.Ohashi/F.Fortes/B.Tomaselli (MRX , P3), a 154 voltas
30º) 44 – R.Ghisleni/H.Kohl/L.Kohl (MRX , P2), a 183 voltas
31º) 10 – Pierre Ventura/Roger Sndoval (GinettaGT4 , GT4L), a 204 voltas
32º) 88 – F.Amorim/G.Robe/C.Castro (MCR , P2), a 230 voltas

Melhor Volta: Vicente Orige/Gustavo Kiryla, 50.118 (163,6 kmh..)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *