Endurance Brasil: Queirolo e Muffato vencem de ponta a ponta mais uma corrida no Império Endurance Brasil

Pilotos da JLM Racing brilharam mais uma vez na sétima e penúltima etapa da categoria em Santa Cruz do Sul

Domínio total da dupla Pedro Queirolo e David Muffato, da JLM Racing, que venceu a sétima e penúltima etapa do Império Endurance Brasil, neste sábado, em Santa Cruz do Sul (RS). Largando na pole position, depois do paranaense quebrar o recorde da pista na classificação com o tempo de 1.11.912, os pilotos do AJR #113 fizeram em uma corrida irretocável, onde não deram chance aos adversários e abriram nas primeiras voltas uma vantagem para vencer de ponta a ponta às Três Horas de Santa Cruz do Sul e seguir na liderança da categoria P1.

“Muito emocionante, quem corre sabe que vencer uma corrida tem um sabor muito especial. Sabemos que é muito difícil vencer e quando a gente vence temos que comemorar muito. David foi impecável desde a pole ontem. Acertou o carro, a equipe deu um carro perfeito pra gente e nós dois fizemos o trabalho, com uma corrida limpa e hoje deu tudo certo graças a Deus. Estamos muito vivos no campeonato!”, comemorou Queirolo.

A dupla, que venceu pela segunda vez na temporada repetiu o feito do Velopark, onde também conquistaram a pole e venceram. “Foi sensacional! A equipe fez tudo certo o final de semana inteiro, fizemos um acerto que tanto de pneu zero, quanto usado o carro era muito bom. Fizemos uma estratégia para os pneus e acabamos trocando antes da hora um zero para o Pedro, que estava com o pneu muito desgastado, mas deu tudo certo! O resultado está aí: vitória. Queríamos levar a disputa para a final em Curitiba e deu tudo certo”, explicou Muffato.

Quatro categorias definiram seus campeões brasileiros por antecipação: na GT4 o campeão de 2019 é Renan Guerra, com a Ginetta #555, na P2, Mauro Kern e Paulo Sousa, são bicampeões com o Tubarão #32; na P3 a dupla de pai e filho Carlos e Yuri Antunes, a bordo do MRX #72; e na GT4 Light Marcelo Karam e Junior Victorette, na estreia do Audi #14. “Foi muito bom, aqui nessa pista a Ginetta sempre se comporta muito bem. No final foi bem apertado com o safety car a diferença ficou nula e o Renato mandou muito bem. Quero agradecer o Esio Vichiese pela grande oportunidade que me deu, nesse primeiro ano da equipe, ao Guilheme (Ferro), ao Ruben (Carrapatoso), que fazem com todo o time um trabalho sensacional”, destacou Renan.

Na GT3, a vitória mais uma vez foi de Xandy e Xandinho Negrão, que são os líderes da categoria com 805 pontos, contra 715 de Marcel Visconde e Ricardo Maurício. Na GT3 Light, Tom Filho e Ricardo Mendes ocupam o topo da tabela com 755 pontos, contra 740 de Sérgio e Guilherme Ribas. “Acertamos tudo praticamente nessa corrida. A estratégia, o acerto do carro e os dois trabalharam muito bem”, salientou Xandy. Foi ótimo! Ficamos sem rádio, o que dificultou um pouco, pois temos que nos comunicar muito com a equipe, principalmente, para saber como estão os concorrentes para saber se temos que forçar ou não. Então foi meio no feeling. Aceleramos o tempo todo, mas sempre buscando economizar pneu, mas sempre com foco na vitória. No final de tudo certo, conseguimos fazer as paradas na hora certa. Foi muito bom!”, completou Xandinho.

A liderança na geral é do AJR#65 de Nilson e José Roberto Ribeiro com 660 pontos, na segunda posição Xandy e Xandinho Negrão, com 630 pontos. A grande final da temporada 2019, acontece no dia 21 de dezembro, em Curitiba.

Resultado final da 7ª etapa do Império Endurance Brasil – Santa Cruz do Sul

 1º) 113 – Pedro Queirolo/David Muffato (AJR, P1), 120 voltas em 3:00:47.526 (média de BOX  kmh)
 2º) 175 – H.Assunção/L.Floss/F.Fortes (AJR , P1), a 1:10.927
 3º) 65 – Nilson Ribeiro/Jose Ribeiro (AJR , P1), a 1:11.262
4º)   9 – Xandy Negrão/Xandinho Negrão (MercedesAMG , GT3), a 2 voltas
5º) 55 – Marcel Visconde/Ricardo Mauricio (Porsche , GT3), a 2 voltas
6º)   5 – T.De Andrade/J.Martini/M.Muller (AJRTubarão , P1), a 3 voltas
7º)   8 – Guilherme Figueiroa/Julio Campos (MercedesAMG , GT3), a 3 voltas
8º) 19 – Chico Longo/Daniel Serra (Ferrari488 , GT3), a 4 voltas
9º) 12 – Jindra Kraucher/Aldo Piedade Jr (Sigma , P2), a 6 voltas
10º) 20 – W.Ebrahim/F.Ebrahim/P.Aguiar (GinettaG57 , P1), a 7 voltas
11º) 555 – Renato Braga/Renan Guerra (Ginetta , GT4), a 8 voltas
12º)   3 – Alexandre Auler/Leandro Romera (MercedesAMG , GT4), a 8 voltas
13º) 63 – Sergio Ribas/Guilherme Ribas (AstonMartin , GT3), a 8 voltas
14º) 155 – Ricardo Mendes/Tom Filho (Ferrari458 , GT3 L), a 9 voltas
15º) 32 – Mauro Kern/Paulo Sousa (MCTubarão , P2), a 10 voltas
16º) 22 – L.Ferrari/F.Abrunhoza/S.Jimenez (MercedesAMG , GT4), a 14 voltas
17º) 14 – Junior Victorette/Marcelo Karam (AudiA3 , GT4L), a 18 voltas
18º) 199 – A.Caleffi/M.Lemke/R.Lemke (Linea , GT4L), a 18 voltas
19º)   7 – Aldoir Sette/Jansen Bueno (Protótipo7 , P3), a 19 voltas
20º) 72 – Carlos Antunes/Yuri Antunes (MRX , P3), a 25 voltas
21º) 37 – Stuart Turvey/Renato Turelli (ProtótipoKTT , P2), a 26 voltas
22º) 75 – H.Assunção/E.Padron/F.Fortes (MRX , P3), a 30 voltas
23º) 89 – Matheus Stumpf/Renato Stumpf (RadicalSR3 , P3), a 47 voltas
24º) 11 – Emilio Padron/M.Vianna/Th.Marques (AJR , P1), a 62 voltas
25º) 18 – Fernando Poeta/Andersom Toso (Lambo , GT3 L), a 66 voltas
26º) 16 – Essio Vichesi/Pablo Alves (Ginetta , GT4), a 79 voltas
27º) 34 – Mario Marcondes/Ricardo Haag (MRX , P3), a 99 voltas
28º) 44 – Ruben Ghisleni/Hardy Kohl Jr (MRX , P3), a 119 voltas

Melhor Volta: Pedro Queirolo/David Muffato, 1:14.940 (169,6 km/h)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *