Endurance: Montana deixa as pistas com vitória e o Vectra também vence na sua estréia

Neste final de semana, a equipe Bardahl/Chevrolet Endurance Team festejou em dose dupla. Em sua aposentaria, a Montana 2.0 pilotada pela dupla Carlos Eduardo Prado e Adeodato Netto venceu na categoria IV, destinada a carros turismo força livre até 2000 cm3.


E o Vectra, nas mãos de Fernando Rebellato, Ricardo Dilser e do próprio Prado, também faturou o primeiro lugar na categoria II (carros com motor acima de 2.0 litros, ou turbinado), na estréia do sedã de luxo da Chevrolet em competições. Com chave de ouro, a equipe obteve duas vitórias e ratificou a conquista do Campeonato Brasileiro de Endurance. O campeonato, disputado em cinco provas pelos circuitos brasileiros, tem como característica principal a adversidade de modelos e a distância percorrida. 

“Em geral, as corridas são de longa duração, com distâncias de aproximadamente 500 km ou duração de três horas. Por isso, precisamos de carros resistentes, rápidos e que tenham baixo consumo de pneus e combustível”, revela Alberto Trivellato, chefe da equipe.


Com o Campeonato já garantido por antecipação, a equipe Bardahl/Chevrolet Endurance Team resolveu adiantar a aparição do novo Vectra nas pistas de corrida. “Briguei muito para a equipe adiantar o novo Vectra para esta prova. Já campeões com a Montana 52 Turbo, da dupla Dilser e Prado, teríamos de aproveitar essa oportunidade para inaugurar o novo Vectra nas pistas. Conheço muito bem o carro e tinha certeza de que ele faria bonito, como fez”, confidencia Gerson Borini, piloto e engenheiro da General Motors do Brasil.


“Quase não acreditei quando vi o carro nos boxes, lindo e reluzente. A equipe terminou o carro em praticamente quinze dias e falei para todos que, independente de nosso resultado, todos os engenheiros, técnicos e mecânicos já eram campeões, tamanha a rapidez e qualidade do trabalho. A vitória apenas ratificou o profissionalismo de nossa equipe e a qualidade de nossos carros”, enfatiza Carlos Prado. Debaixo de muita chuva, o novo Vectra mostrou ser um carro muito competitivo. Equipado com freios ABS, ele faturava, a cada volta, importantes posições. “Um carro fácil de pilotar, mesmo sob as condições horrível que enfrentamos em Curitiba. Seu motor respondia muito bem nas retas e sua estabilidade e freios me impressionaram”, revela o piloto Fernando Rebellato.


Na categoria IV, disputada pela Montana, um certo ar de despedida rondava os boxes da Bardahl/Chevrolet Endurance Team. O mecânico Eduardo Verdim, resumiu: “Vou sentir muita saudade dela. A Montana nos deu muitas vitórias, algumas noites em claro, é verdade, mas vou sentir falta dela. Agora, é a vez do nosso Vectra”. Para se despedir com chave de ouro, a Montana fez bonito e faturou a corrida, na frente de competidores importantes, como a Alfa 156, que chegou em segundo lugar. 


Com estes resultados, a equipe Bardahl/Chevrolet Endurance Team, campeã na categoria II e vice-campeã na categoria IV, segue seus planos para o ano que vem: 

“Vamos continuar com o Brasileiro de Endurance em 2007 e pretendemos, ainda, disputar outras provas de longa duração importantes, como as Mil Milhas e as 500 milhas de Londrina. Acredito no potencial do novo Vectra como carro de corrida e sua vitória logo na estréia, nos dá credibilidade e vontade para continuarmos vencendo”, finaliza Ricardo Dilser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *