Endurance: Tarumã tem equipe 100% gaúcha no grid

Equipe MetalMoro, de Juliano Moro e Christian Castro, prometem brigar pela vitória na etapa de abertura da temporada 2010

Celeiro tradicional de pilotos e equipes do automobilismo brasileiro, o Rio Grande do Sul terá uma equipe 100% da casa nos 500 km de Tarumã: a MetalMoro, com Juliano Moro e Christian Castro. Tanto os pilotos quanto o carro são “gaúchos de nascimento”, motivo mais que especial para os torcedores encherem as arquibancadas.

Campeão da F-3 sul-americana em 2001 e com passagens pela F-3000 europeia e outras categorias de turismo brasileiras, Moro inicia mais um ano ao lado do parceiro Castro no prótótipo MRX, construído por sua família, na categoria GTP. E, desde já, se posicionam como rivais diretos da Ferrari de Chico Longo e Daniel Serra pela vitória e, consequentemente, o título.

“Com certeza temos um carro muito rapido, mas queremos buscar algo mais. Hoje, se tiver uma prova como é as Mil Milhas, com carros como os da Le Mans Series, estariamos entre os mais rapidos”, destaca o piloto, que exalta e estimula o desenvolvimento de carros protótipos no Brasil ao colocar à venda mais exemplares do MRX.

“Só o fato de existir um carro com baixo custo que possa andar com os modelos importados de muita potencia é otimo para o automobilismo brasileiro”, continua Moro, que espera ver vários “filhos” correndo neste fim de semana: “A MetalMoro vendeu muitos protótipos nesse ano que passou. Tomara que isso seja um indicativo de grids cheios e boa competividade.”

Entusiasta das corridas de longa duração, Juliano vê com bons olhos a entrada da SRO Latin América como organizadora do Brasileiro de Endurance a partir de 2010: “Acreditamos que toda mudança é sempre para ser para melhor. A Metalmoro e eu estamos prontos para apoiar no que for preciso para sucesso do campeonato.”

Por fim, Moro explica qual deve ser a formula do sucesso para disputar a vitória neste fim de semana: “O carro tem de ser guiado com inteligência, e não com velocidade pura o tempo todo. Uma corrida de longa duração é diferente de uma prova de monopostos, onde se anda no limite o tempo todo. É preciso lidar com o tráfego constante e conservar o equipamento durante as 3h30 de prova.”

O belo protótipo MRX da MetalMoro poderá ser visto pela primeira vez na manhã deste sábado, quando terá início o primeiro treino livre. Os 500 km de Tarumã têm largada marcada para as 11h38 (de Brasília) deste domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *