Entrevistas: Nonô Figueiredo fala com exclusividade para o SpeedRacing.com.br direto de SC

De passagem por Blumenau e Florianópolis, em Santa Catarina recebendo a imprensa e fãs, para ações envolvendo sua equipe sediada em Timbó/SC, o piloto Nonô Figueiredo (Mobil Super, Cosan, Schrader, SKF, Loctite, Cobra Automotiva) recebeu a imprensa para coletiva.

Abaixo, entrevista exclusiva que o piloto dono de duas vitórias na Stock Car concedeu ao SpeedRacing.com.br através de Vanderson Silva na manhã dessa sexta-feira (16/07):

Qual a sua expectativa para a próxima prova de rua, em Salvador?
A expectativa é sempre muito positiva. Particularmente eu gosto muito de circuitos de rua. São provas difíceis, onde a classificação é mais importante que em outras provas, mesmo havendo pit stops, corridas longas, e é feito todo um trabalho para que tente largar na primeira posição, ou primeiras filas, e a chance de se obter um bom resultado é muito grande. Então a gente vai pra lá com a mesma vontade de sempre, todas as equipes virão da parada de quase dois meses sem corridas, então isso pode provocar coisas boas e coisas ruins, porque é tanto tempo sem corrida, mas nossa equipe está bem empolgada, com planos traçados. Não dá pra saber o que vai acontecer, mas a equipe vem de um momento bom, vem competitiva conforme avaliamos em todos os treinos, tomadas de tempos, pois não podemos avaliar somente os resultados. E não tenho dúvidas que em Salvador estaremos num excelente nível de competitividade.

Após seis etapas, você está próximo de garantir a vaga na Super Final, conforme os resultados já obtidos?
Este é o objetivo inicial, estou na sétima colocação e faltam ainda três etapas para iniciar a fase da Super Final em Londrina, e espero que em Salvador, São Paulo e Campo Grande eu possa me classificar o melhor possível para ter chances reais de títulos, e não apenas estar entre os 10 melhores colocados.

A Corrida do Milhão, que ocorre em setembro em São Paulo, requer alguma preparação especial?
Apesar de ser uma prova bem diferente das outras, não existe uma preparação especial para a Corrida do Milhão, o objetivo é vencer o campeonato como um todo, portanto a preparação fica sendo a mesma para todas as etapas, pois a necessidade de resposta às empresas que me apóiam é a mesma.

Mesmo não tendo autódromo asfaltado no estado, a sua equipe, Boettger Competições, daqui de Santa Catarina, se destaca no cenário nacional. Ela vem forte para buscar o título?
A minha equipe, Cosan Mobil Super Racing, que é a equipe de Timbó/SC, comandada por Ereneu Boettger tem muita tradição dentro do automobilismo catarinense, com o passado no automobilismo de terra, e em seguida, no campeonato paranaense, até chegarem à Stock Car,  onde já foram campeões em 2003, e buscamos montar um bom pacote interessante para a equipe e para os pilotos junto com a Mobil, a Cosan, a SKF, a Cobra, a Loctite para começarmos e terminarmos o ano bem, porque eu sempre vi esta equipe com um potencial muito grande e termos todas as condições de brigar pelo campeonato.

Estuda participar de outras categorias no próximo ano?
Não tenho intenções ou negociações para fazer outra categoria, o meu foco hoje é a Stock Car e acho que realmente é a melhor plataforma, a mais profissional para que as empresas que me apóiam possam estar investindo. Não que eu não queira correr numa GT3, que são carros fantásticos, mas ainda faltam alguns detalhes para que a categoria realmente esteja em um nível profissional, mas espero que ela e outras categorias evoluam para serem boas opções para pilotos profissionais e que possam atrair mais investimento de grandes empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *