F-3 Sul-Americana: Categoria passa a usar pneus importados, de mesma medida da F-3 Inglesa

Chegada dos novos pneus Pirelli alinha o Campeonato Sul-Americano com os torneios da Europa e Japão

Os novos pneus fornecidos pela Pirelli são a maior novidade da temporada 2011 da Fórmula 3 Sul-Americana, que começa neste final de semana (25 a 27/3) no Autódromo Velopark, no Rio Grande do Sul.

Importados pela fabricante italiana desde sua unidade na Turquia – a mesma onde são produzidos os pneus da Fórmula 1 -, os novos compostos seguem os padrões mundiais de medidas para a Fórmula 3, o que deixa o campeonato Sul-Americano ainda mais alinhado com a F-3 Inglesa, Européia, Alemã e Japonesa, as mais prestigiadas do mundo.

Mais estreinos e de perfil mais alto quando comparados aos pneus que a categoria usava em 2010, os Pirelli vindos da Turquia eram esperados com grande expectativa pelas equipes. Isso porque, além dos chassis da categoria A – os Dallara F-309 – a F-3 Sul-Americana também passa a usar os mesmos pneus das principais competições europeias.

“Esses pneus têm as medidas tradicionais usadas pelos campeonatos de Fórmula 3 mundo afora. Além de mais estreitos e mais altos, também têm uma parede externa mais macia, que melhora a aderência”, comenta Rodrigo Contin, chefe da equipe inglesa Hitech Racing no Brasil. “Nossa estimativa é que os tempos de volta da F-3 Sul-Americana melhorem de 1,5 a 2 segundos por volta”, destacou.

Para Augusto Cesário, chefe de equipe nove vezes campeão Sul-Americano com a Cesário Fórmula, a chegada dos novos pneus Pirelli representa uma evolução da categoria, justamente pelo alinhamento com as competições da Europa.

“Agora temos um carro que é basicamente o mesmo do Campeonato Inglês em modernidade, desenvolvimento e atualização. Isso torna a F-3 Sul-Americana uma categoria que oferece aprendizado total aos pilotos”, apontou Cesário, que lembrou ainda que os pneus fornecidos pela Pirelli são os mesmos utilizados na Fórmula GP3.

“Pela primeira vez desde que estou envolvido com a Fórmula 3 temos um alinhamento total em relação ao regulamento europeu. No final dos anos 1990, quando usávamos pneus Firestone, também tínhamos um pneu mundial, mas os carros não eram iguais em todo o grid. Havia apenas dois ou três chassis novos, e o restante do grid usava os modelos 1994”, lembrou Augusto Cesário.

A novidade trazida pela Pirelli superou, inclusive, o desempenho dos pneus Avon usados no Campeonato Inglês de Fórmula 3. Em testes realizados pelas equipe Cesário Fórmula e Hitech, o composto italiano superou o britânico em dois décimos de segundo por volta.

Os novos pneus da Fórmula 3 Sul-Americana têm as seguintes dimensões: 200/240 – 13 nas rodas dianteiras e 250/575 – 13 nas rodas traseiras. Os antigos tinham medidas 225/40 – 13 na dianteira e 265/540 – 13 na traseira. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *