F-BMW Européia: Bianchini enfrenta desafios da pista de Zolder

Foi no circuito belga que Gilles Villeneuve perdeu a vida em 1982.

Depois de andar entre os três primeiros colocados nos treinos coletivos realizados na Alemanha semana passada, o brasileiro Pedro Bianchini (Red Bull / Swift) segue para a pista de Zolder, na Bélgica. Neste fim de semana, o circuito recebe a terceira e quarta etapas do Europeu de Fórmula BMW.

Com 4.242 metros de extensão e situado na zona da língua flamenca da Bélgica, o Autódromo de Zolder começou a ser construído no inicio da década de 1960, mas foi oficialmente inaugurado em 14 de julho de 1963. A pista fica entre montanhas cobertas de pinheiros e pequenos lagos, próxima ao canal Albert.

Embora não seja o traçado mais extenso, é um dos mais seguros do mundo, sobretudo depois da sua última remodelação, em 1996. A reta principal foi alargada e a houve melhorias de segurança em pontos como a chicane, introduzida em 1973, e nas curvas “Jacky Ickx” e “Gilles Villeneuve”, batizada em homenagem ao piloto que perdeu a vida num trágico acidente durante a corrida de Fórmula 1, em 1982.

Pedro Bianchini, melhor brasileiro na temporada da F-BMW Européia, vai estrear no circuito belga neste fim de semana. “É uma pista bastante seletiva, com curvas de alta e de baixa velocidade e uma grande freada para a chicane. Estudei o traçado, mas não tive a oportunidade que meus oponentes já tiveram de treinar nesta pista. Apenas após o primeiro treino vamos saber se teremos chances de brigar pela vitória”, destaca o paranaense, que neste ano corre pela Fisichella Motorsport (FMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *