F-BMW: Vilarinho testa em Michigan e acerta detalhes para participar do Scholarship

No final do mês de julho, em Valência, na Espanha, piloto brasileiro começa a concorrer ao contrato de piloto oficial da montadora alemã.

Semanas antes da fase classificatória do BMW Scholarship, evento que será realizado em Valência, na Espanha, para garimpar talentos para a montadora alemã, o brasileiro Giancarlo Vilarinho colocou seu aprendizado em prática durante mais dois dias de testes particulares na Fórmula BMW Norte-Americana. Nesta terça (27) e quarta-feira (28) ele andou no Gingerman Raceway, em Michigan, ganhando um pouco mais de experiência com o carro, desta vez num traçado completamente desconhecido. Até então, ele vinha treinando, no Putnam Park, em Indiana, onde estabeleceu o recorde para a categoria.

“Foi um ótimo treino. O mais importante foi pegar a mão da pista rapidamente e me provar num circuito diferente. Deu para ver o que ainda falta para chegar nas condições ideais ao BMW Scholarship. Vamos aproveitar tudo o que vimos aqui nesses dois dias para encerrar meu trabalho de preparação no mês que vem, na semana do meu embarque para a Europa”, afirma o piloto, de 15 anos de idade, que tem contrato assinado com a EuroInternational (atual campeã) para a temporada de 2008 da Fórmula BMW Norte-Americana. O treino antes da seletiva da montadora alemã será no Putnam Park, nos dias 17 e 18 de julho.

“É a pista onde ele mais andou até aqui, conhece todas as curvas, então é um traçado perfeito para nos concentrarmos em outras coisas, como prepará-lo para o que ele vai encontrar no BMW Scholarship”, comenta Paulo Carcasci, manager do piloto, que vem acompanhando os testes de Giancarlo Vilarinho desde janeiro. “Os profissionais que analisam o desempenho de cada concorrente exigem diversos conhecimentos técnicos dos pilotos. Por isso, faremos uma espécie de simulação do BMW Scholarship na semana anterior ao evento”, conclui.

Os cinco melhores desta fase de classificação serão convocados pela BMW para uma nova bateria de testes, em outra data, enfrentando finalistas que virão dos demais grupos de inscritos (o de Giancarlo Vilarinho é o primeiro de três). Na fase final, quem demonstrar mais habilidade receberá um contrato de piloto oficial da montadora alemã e passa a integrar o programa de desenvolvimento de talentos da fabricante. “Estou concentrado em fazer carreira nos Estados Unidos, mas estar num projeto como esse e estabelecer contato com uma equipe de Fórmula 1 é o sonho de qualquer piloto”, revela Giancarlo Vilarinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *