F-Nippon: João Paulo dá show, termina em terceiro mas é desclassificado

Brasileiro chegou a andar em segundo e fez a volta mais rápida antes de ser punido por diferença de dois décimos de milímetros no assoalho.

Depois de largar em terceiro, andar em segundo e estabelecer a volta mais rápida na etapa de abertura do Campeonato Japonês de Fórmula Nippon, disputada neste domingo (01/4) no circuito de Fuji, João Paulo de Oliveira (Kondo Racing) foi desclassificado uma hora depois de ter descido do pódio. “A gente faz de tudo e no fim acontece isso. É decepcionante. Perdi dois troféus, e seis pontos no começo de um campeonato duríssimo”, falou o brasileiro.

Depois de ter garantido a terceira posição de largada, João Paulo fez um excelente warmup, quando fez o terceiro tempo com tanque cheio e pneus usados, mas mais rápido que os pilotos que largariam a sua frente. “O carro estava bom e, depois do aquecimento, montamos nossa estratégia de pit stop pensando em brigar pela vitória”, lembrou João Paulo.

Na largada o brasileiro se manteve em terceiro e foi pressionando Tsugio Matsuda (Impul), que se mantinha em segundo, logo atrás do pole position, o francês Benoit Treluyer (Impul). Antes do pit stop João Paulo ultrapassou o japonês e se manteve próximo do líder, até entrar nos boxes para reabastecimento e troca de pneus na volta 45, com uma vantagem de 34 segundos sobre o quarto colocado, o francês Loic Duval. “A equipe foi um pouco lenta no pit stop e sai novamente em terceiro”, relatou.

Com um ritmo forte, Oliveira estabeleceu a volta mais rápida da corrida com um tempo de três décimos de segundo inferior ao do líder, e quando encostou novamente em Matsuda, começou a ter problemas na embreagem e decidiu não forçar muito para terminar a corrida e garantir bons pontos. “Terminei em terceiro, mas depois da corrida, na checagem técnica, o assoalho do meu carro media 8,8 mm de espessura e no regulamento diz que precisa ter no mínimo 9 mm. Ou seja, ficamos 0.2 mm fora”, explicou desolado, já que além de não pontuar, teve que devolver o troféu do terceiro lugar e outro como o melhor piloto da prova, que recebeu no pódio em meio a muita comemoração.

A vitória ficou com o atual campeão, o francês Benoit Treluyer, da poderosíssima equipe Impul, que completou as 65 voltas em 1h38min04s095, à média de 184,997 km/h. Outro brasileiro, Fábio Carbone (Dandelion), não passou da 15ª posição, uma volta atrás do líder.

A segunda etapa do Campeonato Japonês de Fórmula Nippon será no dia 15 de abril, em Suzuka, no Japão.

Os oito primeiros que pontuaram na etapa de abertura da Fórmula Nippon foram:

1. Benoit Treluyer (FRA/Impul), 65 voltas em 1h38min04s095 (Média 184,997 km/h);
2. Tsugio Matsuda (JAP/Impul), 1h38min09s938;
3. Loic Duval (FRA/Nakajima), 1h38min38s780;
4. Bjorn Wirdheim (SUE/Dandelion), 1h38min39s796;
5. Ronnie Quintarelli (ITA/Inging), 1h38min45s128;
6. Michael Krumm (ALE/Impul), 1h38min56s302;
7. Tetsuya Kataoka (JAP/LeMans), 1h39min14s521;
8. Takashi Kogure (JAP/Nakajima), 1h39min15s061;
15. Fabio Carbone (BRA/Dandelion) – a 1 volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *