F-Renault: Lapenna a seis pontos do título de 2006

Líder do campeonato chegou em segundo na prova de Vitória e ainda

contou com o abandono de seu principal concorrente, Douglas Soares.



O ano parece ser mesmo de Felipe Lapenna. Neste domingo (10), nas ruas de Vitória (ES), o paulista deu um passo gigantesco para a conquista do título da Fórmula Renault. Conseguiu um segundo lugar, atrás apenas de Diego Nunes, que fez uma participação especial, largou na pole e acabou ganhando a corrida. Felipe Lapenna ainda contou com o abandono de seu principal adversário na briga pelo título, Douglas Soares, que ficou pelo caminho com a suspensão quebrada. Agora bastam seis pontos nas últimas três provas, em qualquer combinação de resultados, para o líder assegurar a conquista.


 


O título poderia até ter vindo nas ruas de Vitória, com uma antecipação inédita de três etapas, caso o piloto tivesse vencido a prova. Faltou pouco. Mais precisamente apenas 0s417. Foi a diferença que separou Felipe Lapenna de Diego Nunes na linha de chegada. A alegria por chegar mais perto da taça somou-se à satisfação pessoal de chegar ao pódio em Vitória. O circuito não é um dos preferidos de Felipe Lapenna e o bom resultado representou a quebra de um tabu. Agora, o título pode ser garantido na preliminar do GP do Brasil de F-1, marcada para o dia 22 de outubro, em Interlagos.


 


“É a primeira vez que termino uma corrida em Vitória, então primeiro tenho que agradecer. Foi bom para o campeonato, não dava para tentar a vitória porque o Diego Nunes estava muito rápido. Eu estava me preocupando mais em terminar a corrida do que em atacá-lo”, contou o piloto, que sabia do abandono de Douglas Soares e que a vitória poderia lhe dar o título, mas tinha orientações do chefe de equipe, Maurício Ferreira, para não correr riscos.


 


Apesar de satisfeito com a segunda posição, ele não aliviou e se manteve bem próximo de Diego Nunes o tempo inteiro, esperando uma chance. “O importante é que conseguimos abrir noventa pontos de vantagem, dependo exclusivamente dos meus resultados e quero muito ser campeão na próxima etapa, diante dos chefes de equipe de Fórmula 1”, concluiu Felipe Lapenna. Só um desastre tira o título do líder do campeonato. Ainda que ele não marque nenhum ponto nas últimas três provas, seu adversário terá que vencer todas as etapas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *