F-Renault: Mesmo sem a 3ª marcha, Eduardo Santos marca pontos em Vitória

Câmbio do carro do segundo novato mais bem colocado na temporada quebrou já na primeira volta da prova deste domingo, vencida por Diego Nunes.



Uma etapa de muitos problemas, mas que valeu pontos importantes no campeonato. Foi dessa forma que o carioca Eduardo Santos (Spirit/WebJet/Tim/DixAmico), segundo novato mais bem colocado no campeonato de 2006 da Fórmula Renault Brasil, definiu sua participação na décima prova da temporada, realizada neste domingo nas ruas de Vitória (ES). Oitavo a receber a bandeira quadriculada, Eduardo fez uma corrida de recuperação e, mesmo ficando sem a terceira marcha ainda na primeira volta, conseguiu concluir a etapa e ultrapassou a marca de 100 pontos no campeonato.


 


“Essa foi uma etapa cheia de problemas desde os primeiros treinos e por isso comemorei bastante esse resultado. Para o campeonato esses oito pontos que fiz em Vitória certamente serão importantes, principalmente na disputa entre os estreantes. O objetivo a partir de agora é voltar ao pódio nas três últimas provas, em São Paulo, para encerrar o ano com chave de ouro, disse Santos, que em sua temporada de estréia no automobilismo conquistou uma vitória (em Brasília) e outros quatro pódios.


 


A etapa deste domingo em Vitória foi, como esperado, repleta de acidentes. O safety car entrou pela primeira na pista vez após o toque de Bruno Barbosa no guard-rail, e retornou logo em seguida na múltipla batida entre Mario Romancini, Ernesto Otero e Vinícius Quadrosque conseguiu voltar à disputa. Rick Rosin, Douglas Soares e Michel Noris também abandonaram após tocarem nas placas de proteção.


 


A vitória na décima etapa da Fórmula Renault Brasil ficou com o paulista Diego Nunes, que liderou de ponta a ponta e marcou, também, a melhor volta da prova. Piloto da Fórmula 3 Sul-Americana, Diego disputou apenas essa corrida no ano e acabou influindo diretamente na disputa pelo título. Com a vitória, ele roubou seis pontos do líder Felipe Lapenna, que garantiria o título por antecipação caso tivesse terminado a etapa de Vitória em primeiro, mas recebeu a bandeirada em segundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *