F-Renault: Nunes vence nas ruas de Vitória

Em uma corrida emocionante e cheia de alternativas e acidentes, o paulista Diego Nunes (Chocolates Garoto/Aura) obteve o que se costuma chamar no jargão do esporte de ‘100% de aproveitamento’: foi pole, fez a melhor volta e venceu a 10ª etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Renault, disputada no Circuito Urbano de Vitória, na capital capixaba.

 


A vitória foi importante também porque adiou a conquista do título por parte do também paulista Felipe Lapenna (WebMotors), que precisava vencer para sair da prova como o quinto campeão da história da categoria no Brasil. Diego, de seu lado, disputará apenas esta prova da F-Renault em 2006. Candidato ao título da F-3 Sul-Americana, Nunes apenas participou da etapa em virtude de seu patrocinador, a Chocolates Garoto, ser sediada na capital do Espírito Santo: “Foi uma forma de agradecer o apoio de sete anos que recebi deles”, frisou ele.


Para ser campeão, Lapenna precisava vencer sem que o vice-líder Douglas Soares não pontuasse e o terceiro colocado, Vinícius Quadros (GDV/Altero) chegasse no máximo em quinto lugar. Com o abandono dos dois devido a acidentes, Lapenna, que ficou no segundo lugar a corrida inteira, lutou para superar Diego, mas seus esforços não renderam frutos já que o líder era o piloto mais veloz na pista. “A corrida teve três relargadas devido a acidentes”, conta Diego. “Eu consegui manter o Lapenna à distância em todas elas, e apenas na última, na 27ª volta, ele conseguiu me acompanhar. O Lapenna me pressionou até a bandeirada, na 29ª volta, mas eu consegui manter o controle da situação”, completou o piloto da Chocolates Garoto/Aura. Agora, para ser campeão, Lapenna precisa apenas de um oitavo lugar na próxima etapa, dia 22 de outubro, em Interlagos, na preliminar do GP do Brasil de Fórmula 1.


Além de fazer a pole e vencer, Diego Nunes também cravou quatro vezes a melhor volta da prova – em uma seqüência quebrada apenas por Douglas Soares, que chegou a ficar com a volta mais rápida por alguns instantes durante a prova. O giro mais veloz da corrida foi assinalado na 16ª passagem com a marca de 1min09s640, média de 142,67 km/h. Ao final, Nunes completou as 29 voltas em 39min17s380, à média de 122,23 km/h.


Final:


1º) Diego Nunes (SP), 29 voltas em 39:17.380 (média de 122.23 km/h)
2º) Felipe Lapenna (SP), a 0.417
3º) Cairo Campos (GO), a 3.109
4º) Gustavo Foizer (SP), a 3.463
5º) Galid Osman Duda (PR), a 5.483
6º) Rodrigo Barbosa (SP), a 7.204
7º) Vinicius Quadros (RS), a 8.528
8º) Eduardo Santos (RJ), a 14.610
9º) Marcos Santos (SC), a 28.577
10º) Sérgio Alves (RJ), a 1 volta
11º) Rick Rosin (SC), a 3 voltas
12º) Michel Noris (SP), a 7 voltas
13º) Douglas Soares (SP), a 13 voltas
14º) Ernesto Otero (RJ), a 15 voltas
15º) Mario Romancini (SP), a 21 voltas
16º) Bruno Barbosa (DF), a 25 voltas


Melhor Volta: Diego Nunes, 1:09.640

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *