F-São Paulo: Orsolon vence a 10º etapa

Como estava previsto a 10ª etapa da Fórmula São Paulo, disputada neste domingo (05/11) no Autódromo de Interlagos (São Paulo), teve um final eletrizante. O fluminense Fábio Orsolon (Unimed/Cabo Frio/Alpie Competições) venceu por meros 12 milésimos de segundo sobre o carioca Leonardo Otero (Administradora Nacional), e com a quinta vitória consecutiva assumiu a liderança do campeonato paulista, faltando apenas uma prova para encerramento da temporada. Agora Orsolon soma 120 pontos brutos, contra 116 de Otero. No entanto, com os descartes obrigatórios, o piloto de Cabo Frio está mais tranqüilo.

A prova começou com o pole position Leonardo Otero assumindo a ponta, seguido de Fábio Orsolon, Rodrigo Barbosa (Inter-Job) e Victor Corrêa (Unifenas/Flash Power), que pulou da sexta para a quarta posição, formando um bloco compacto. “Larguei muito bem e por pouco não entro no Esse do Senna em terceiro”, contou o piloto de Alfenas.


Na segunda volta Orsolon já assumiu a ponta, deixando Otero em seu encalço, enquanto Victor superou Barbosa no início da terceira volta, e o paulista passou reto na freada e bateu de frente. “Assumi o terceiro lugar com tranqüilidade. Estava correndo tudo bem e achei que poderia ir buscar os dois ponteiros, pois eles abriram uma vantagem muito pequena no início, e estavam brigando muito entre eles”, comentou o piloto da Unifenas/Flash Power. Nesta mesma volta o mineiro começou a diminuir a diferença para os ponteiros, que vinham trocando de posição.


Na quinta volta, Victor teve a terceira marcha quebrada quando ia entrar na curva do Pinheirinho. Com o atraso, acabou caindo para quinto. Mesmo sem esta marcha, manteve um bom ritmo, acompanhando os dois pilotos a sua frente, quando quebrou a engrenagem da quinta. “Tentei continuar, porque o carro estava muito bom, equilibrado, mas na décima volta quebrou também a quarta marcha e aí tive que encostar o meu carro”, justificou Corrêa, bastante decepcionado.


A briga pela liderança continuou até a 18ª volta, com os dois ponteiros andando lado a lado em muitas curvas, e passando pela linha de chegada sempre separados por menos de um décimo de segundo. “Sei que se o câmbio não tivesse quebrado, eu iria me intrometer nesta briga, pois o carro estava bom e eu me sentia confortável. Foi uma pena, mas vibrei com a vitória do Fabinho”, comemorou Victor, compenheiro de equipe do vencedor. Mesmo abandonando prematuramente, Victor Corrêa ainda ficou com a quinta volta mais rápida da competição.l


Todos os monopostos da Fórmula São Paulo utilizam chassi Techspeed equipados com motor AP 1.8, com 135 cavalos de potência, que chegam a 220 km/h. O câmbio utilizado é o Hewland, o mesmo usado na Fórmula 3 Sul-Americana. Para deixar a disputa com maior igualdade, há apenas um preparador de motores para todos os competidores.


Os dez primeiros na 10ª e penúltima etapa do Campeonato Paulista de Fórmula São Paulo foram:


1° Fábio Orsolon (Unimed/Cabo Frio), 18 voltas, 31min55s936
2° Leonardo Otero (Administradora Nacional), a 0s012
3º Paulo Meyer (Interkart), a 12s668
4° Allisson Paulinely Silva (Virtual Panorâmico), a 13s499
5º Nathan Silva (Iaconelli Racing), a 21s747
6º Leonardo Cordeiro (Phebem Fórmula), a 30s331
7º Ricardo Zappelini (Transnaza), a 41s025
8° Victor Corrêa (Unifenas/Flash Power), a 8 voltas
9º Charles Gruenberg (Interkart), a 12 voltas
10º Fernando Rodrigues (Mangels/Bi-Invest), a 12 voltas.


Depois de dez etapas, o Campeonato Paulista de Fórmula São Paulo está assim:


1) Fábio Orsolon (RJ), 120;
2) Leonardo Otero (RJ), 116;
3) Allisson Paulinely Silva (SC), 98;
4) Rodrigo Barbosa (SP), 89;
5) Ricardo Zappelini (SC), 85;
6) Victor Corrêa (MG), 60;
7) Leonardo Zappelini (SC), 30;
8) Fernando Rodrigues (SP), 29;
9) Paulo Meyer (SP), 22;
10) Denis Navarro (SP), 19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *