F1: Barrichello conta os minutos para iniciar a próxima etapa da Fórmula 1

Piloto da Brawn GP disputa pela segunda vez uma prova no circuito de rua de Valência.

Após quase um mês sem acelerar, devido ao recesso da Fórmula 1, o piloto Rubens Barrichello está ansioso para voltar às pistas. O brasileiro aproveitou esse tempo com a família nos Estados Unidos, e também passou alguns dias no Brasil. Ontem (terça-feira), Rubens embarcou para a Espanha à noite, acompanhado do amigo Lucas Di Grassi, onde será disputada a 11ª etapa da temporada 2009. O GP da Europa está marcado para domingo (23), às 9h (horário de Brasília), no circuito de rua de Valência.

“Estou contando os minutos para guiar o carro novamente. A previsão para o fim de semana da corrida é de calor, teremos pequenas evoluções no carro, e espero estar competitivo”, afirmou o piloto. Rubens também comentou sobre o intervalo no campeonato. “As férias foram boas, deu para relaxar e treinar bastante a parte física. Os times não tiveram tanto tempo para evoluírem os carros, já que, por regulamento, as equipes tiveram que fechar suas portas por duas semanas. O intuito da nossa equipe foi de entender o porquê de nosso carro não ter evoluído como se esperava nas últimas corridas.”

O circuito de rua de Valência começou a fazer parte do calendário da Fórmula 1 no ano passado. São 57 voltas com cerca de 5,45 quilômetros cada uma. “É uma pista bem escorregadia. O acerto do carro e a escolha de pneus são decisivos. Gostei do que vi no ano passado e estou ansioso para pilotar um carro competitivo por lá”, afirmou Rubens. Antes disso, o GP da Europa foi disputado entre 1999 e 2007, no circuito de Nurburgring. Outros autódromos também receberam o GP: Jerez de La Frontera (1994 e 1997), Donington Park (1993) e Brands Hatch (1983 e 1985). A etapa entrou no calendário da categoria em 1993, mas não foi disputada entre os anos de 1986 a 1992, além do ano de 1998. Em 2002, quando ainda corria pela Ferrari, Barrichello venceu a corrida na Alemanha.

Rubens Barrichello será o único representante brasileiro na corrida, já que Nelson Piquet se desligou da Renault e Felipe Massa segue em recuperação pelo acidente ocorrido no GP da Hungria, no último dia 25. Em seus 17 anos na categoria, isso já aconteceu duas vezes com Barrichello. Em 2005, no GP de Indianápolis, quando Massa e Ricardo Zonta usavam pneus Michelin e não disputaram a corrida, e em 2002, também nos Estados Unidos, quando Massa não largou por punição e Enrique Bernoldi abandonou a temporada antes por falência da equipe. Atualmente, Rubens acumula 44 pontos e quatro pódios na temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *