F1: Barrichello paga US$ 200 mil para ir ao espaço

Desde que entrou de fato no circuito da Fórmula 1, a Brawn GP tem causado polêmica e agitando o mundo automobilístico. Neste sábado, desta vez, a equipe britânica embarcou em uma nova viagem junto com o seu patrocinador. A Virgin, primeira incentivadora da escuderia, recebeu cerca de US$ 200 mil, aproximadamente R$ 437 mil, do piloto brasileiro Rubens Barrichello para este realizar uma viagem ao espaço.

Além de Barrichello, o dono da empresa galática, Richard Branson, convidou o tricampeão mundial Niki Lauda para embarcar na viagem interplanetária. Entretanto, o ex-piloto fez um pedido formal a Branson para simplesmente guiar a espaçonave, onde Rubinho estará como passageiro.

“Não há palavras que possam descrever o que sinto. Desde a minha infância, sonho em ir para o espaço. Quando soube do projeto, perguntei se poderia participar. Estou orgulhoso”, confessou Rubinho, que comprou sua vaga na nave durante sua estadia no Bahrein.

O dono da empresa mostrou-se ainda mais animado com a possibilidade de Lauda pilotar a nave, que comportaria sete passageiros. “Rubens (Barrichello) apenas comprou o ingresso. Já o Niki (Lauda) quer treinar para se tornar um astronauta e, um dia, conduzir as pessoas ao espaço também!”, discursou Branson, que nomeou o projeto como Virgin Galatics.

Enquanto não vai ao espaço, Barrichello concentra suas energias no GP do Bahrein, o qual largará na sexta colocação, neste domingo, às 9h.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *