F1: BMW protesta, mas FIA nega recurso contra difusor

Os difusores ainda causam muita discórdia entre as equipes de Fórmula 1 e a Federação Internacional de Automobilismo, neste sábado, a BMW apresentou um novo protesto contra a Toyota, Williams e Brawn GP questionando a concepção do sistema.

“Isso é apenas uma formalidade”, disse um porta-voz da equipe. “Nós só queremos que a Corte de Apelações leve em conta também a prova em Sepang no julgamento de 14 de abril”, explicou.

A FIA recebeu o protesto após o treino de classificação para o GP da Malásia e prontamente respondeu não haver irregularidade com os difusores traseiros utilizados pelas equipes rivais.

Anteriormente, a Renault, Red Bull e Ferrari protestaram no GP da Austrália, e também houve rejeição da entidade no protesto.

O diretor esportivo da BMW, Mario Theissen, disse que nunca esperou que os fiscais de prova fossem defender o protesto, e deixou claro que a denúncia foi feita para garantir os resultados do GP da Malásia.

“Era apenas uma formalidade, apenas para se ter certeza que esta corrida estará no recurso, como Melbourne. Não há nada mais que isso”, disse Theissen.

O diretor declara apenas querer saber sobre a regularidade dos difusores. “Não estamos pedindo certas decisões ou resultados, estamos aqui para afirmar a nossa opinião e pedir explicações”, falou o diretor.

Fonte: Amigos da Velocidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *