F1: Brasileiros enfrentam dificuldades na Austrália

Com problemas no carro, Nelsinho e Massa abandonam corrida e Barrichello é desclassificado por erro da Honda em pitstop.

A temporada da Fórmula 1 começou quente, assim como o clima em Melbourne, com média de 35 graus. A primeira corrida do ano mostrou que equipes e pilotos ainda precisam se adaptar ao fim do controle de tração e de outros auxílios eletrônicos. Apenas sete dos 22 carros cruzaram a linha de chegada do Grande Prêmio da Austrália, realizado essa madrugada. Diversas batidas – que exigiram por três vezes a presença do safety car – e quebras deram o tom da prova.


Com problemas no carro, Nelsinho Piquet, que chegou a ocupar a oitava posição, foi um dos que abandonou a corrida, assim como Felipe Massa. Nelsinho ficou com a 12ª posição, uma a frente do piloto da Ferrari. Rubens Barrichello terminou a prova em sexto, mas foi desclassificado por ter reabastecido no período proibido pelo regulamento e por ter saído com a luz vermelha do pit lane acesa.


Nelsinho enfrentou dificuldades na estréia desde o primeiro treino livre, quando teve o câmbio do carro danificado. O defeito demorou a ser consertado e o brasileiro acabou perdendo 70 dos 90 minutos do segundo treino. No último treino livre, mais problemas e outros 30 minutos fora da pista. Na classificação, o piloto ainda teve sua última volta rápida atrapalhada pelo carro do alemão Adrian Sutil, que ficou atravessado na pista.


“Nunca tinha andado em Melbourne e o tempo de prática que perdi acabou me prejudicando na classificação. Fiz uma boa largada e consegui recuperar algumas posições na primeira volta, que foi bastante agitada. Mas me acertaram na saída, o que danificou o carro, e infelizmente não consegui chegar ao fim do meu primeiro Grande Prêmio”, afirma Nelsinho. “Foi uma estréia complicada, mas aprendi muito esse fim de semana. Mal posso esperar para ir à Malásia para continuar meu aprendizado e conseguir um resultado melhor. Eu já conheço o circuito de Sepang, então acho que será mais fácil”, completa


Por coincidência, Nelsinho – que largou na 21ª posição – estreou na Fórmula 1 de maneira idêntica ao pai. Em 1978, em seu primeiro Grande Prêmio, realizado na Alemanha, o tricampeão Nelson Piquet saiu exatamente no mesmo lugar do grid e não concluiu a prova, devido a problemas no motor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *