F1: Brasileiros opinam sobre a realização do GP do Bahrein

Para Felipe Massa e Bruno Senna, se a federação decidir que terá corrida, não haverá problemas em ir ao país asiático

Em meio a preparação para o GP da China, um dos assuntos mais abordados, inevitávelmente, é o GP do Bahrein. Para os pilotos brasileiros Bruno Senna, da Williams, e Felipe Massa, da Ferrari, se a Federação Internacional de Automobilismo ver que não há necessidade de cancelar a prova e o local oferecer segurança, não terão problemas em correr no Oriente Médio.

– Temos uma federação que trabalha para o melhor que possa acontecer para a gente. Confio nela e espero que se corrermos no Bahrein estaremos indo porque realmente tem que ir e não só por um motivo político. E sim, por um motivo certo, de correr no Bahrein e pensar que a gente está indo lá para fazer esporte. Acho que não existe nada de errado em fazer esporte, acho que é o jeito certo de pensar. Não sou eu, não é a gente que decide e sim é a federação e o campeonato – explicou Felipe Massa, na China.

Para Bruno Senna, não existe problemas em correr no Bahrein, entretanto, o piloto mantém a cautela ao falar sobre o país asiático e acrescenta que a decisão deve ser tomada pensando na segurança de todos.

– No final das contas, eu acho que o que for decidido pelas equipes vai ser o que vai acontecer com a gente. Espero que a decisão certa seja para a segurança de todo mundo. O que eu me preocupo é com a segurança de todos aqui e acho que a decisão tem que ser tomada com isso em mente, se for qualquer outra prioridade acima da segurança acho que ai não será a decisão certa – ressaltou Senna.

O Bahrein vive um período de instabilidade política e com protestos pelas ruas, porém, a corrida continua marcada para o dia 22, após o GP da China.

Fonte: LANCENET!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *