F1: Briatore pede tempo para avaliar Renault

Depois da realização de duas corridas válidas pela temporada 2008 da Fórmula 1, Flavio Briatore considera ser muito cedo para julgar o rendimento da Renault. Buscando se recuperar do trágico Mundial do ano passado, quando passou de bicampeã para a quarta força entre os construtores, a escuderia francesa por enquanto alterna um quarto lugar no GP da Austrália com um oitavo no da Malásia, ambos obtidos por Fernando Alonso.

Perguntado, em entrevista ao site oficial da categoria, sobre o momento em que a Renault passará uma imagem mais definitiva de suas possibilidades neste ano, o chefe-de-equipe respondeu que “por volta do GP da Turquia”.


Briatore se refere à quinta etapa do campeonato, marcada para 11 de maio, quando as melhorias aerodinâmicas para o R28 já devem ter sido introduzida. A previsão é que isso aconteça na quarta corrida, em Barcelona.


Até lá, o polêmico italiano continua reticente em avaliar a situação da equipe. “Neste momento estamos em uma corrida de desenvolvimento muito promissora, porque seria completamente irreal pensar que poderíamos recuperar os segundos perdidos para McLaren e Ferrari em questão de dias”.


Para justificar a cautela, Briatore utiliza o exemplo da Ferrari, que não viu seus dois carros completarem a prova de abertura na Austrália. “Estamos no começo de uma nova temporada. Se nós tivermos o que chamam de ‘carro médio’, então a Ferrari não teria carro depois de Melbourne. Não faz sentido um julgamento depois de uma ou duas corridas. É claro que McLaren e Ferrari têm um carro rápido, mas veja o que aconteceu na Austrália”.


Por fim, Briatore negou a se comentar acerca das especulações que colocam Fernando Alonso, caso a Renault não se mostre competitiva, como um possível substituto de Felipe Massa na Ferrari, a partir de 2009.


“Fernando é um ótimo atleta que sempre dá o seu melhor e eu nunca comento rumores. É uma perda de tempo se envolver em fantasias hipotéticas”.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *