F1: British American Tobacco volta à Fórmula 1 com McLaren

A British American Tobacco (BAT), maior empresa de tabaco do mundo, presente em mais de 200 países, está de volta à Fórmula 1 após 13 anos. A multinacional será patrocinadora global da McLaren, com uma parceria focada em inovação, tecnologia e nos produtos de risco reduzido feitos pela marca, como cigarros eletrônicos.

De acordo com o site oficial da escuderia britânica, “a parceria de vários anos está centrada na aceleração da agenda de transformação da BAT, alavancando seu portfólio de produtos de risco potencialmente reduzido, com o objetivo de proporcionar aos consumidores de tabaco e nicotina do mundo um futuro melhor”.

Ainda segundo a McLaren, a tecnologia é uma parte essencial do relacionamento. Isso porque o setor de Tecnologias Aplicadas da equipe trabalhará com a BAT em áreas como tecnologia de baterias e materiais avançados. As duas empresas compartilharão as melhores práticas, o know-how em inovação e a experiência mútua.

“Congratulamo-nos com a BAT e apoiamos a ambição da empresa de entregar mudanças significativas e duradouras através da inovação. A agenda de transformação da BAT é fundamental para esta parceria, e temos o prazer de compartilhar nossa experiência técnica e expertise para ajudar a acelerar isso”, declarou Zak Brown, diretor executivo da McLaren Racing.

“Estamos extremamente orgulhosos e empolgados com essa nova parceria, o que nos permite acelerar ainda mais o ritmo em que inovamos e nos transformamos. Isso nos dá uma plataforma verdadeiramente global com a qual podemos gerar uma ressonância maior de nossos produtos de risco potencialmente reduzido. Em última análise, a inovação e a tecnologia nos apoiarão na criação de um futuro melhor para nossos consumidores em todo o mundo”, afirmou Kingsley Wheaton, diretor de marketing da British American Tobacco.

A marca da BAT já estará visível no design do carro da McLaren durante o GP da Austrália, que dará início à temporada 2019 da Fórmula 1 no próximo dia 17 de março. Os valores e a duração do contrato não foram revelados, bem como o local em que a marca vai aparecer no carro.

Vale lembrar que a British American Tobacco encerrou todos os seus patrocínios esportivos em 2006, após a publicidade de tabaco ter sido proibida nos esportes em toda a Europa, inclusive na Fórmula 1. O envolvimento da empresa na categoria foi tão grande que chegou a ter uma equipe, a British American Racing (BAR), entre 1999 e 2005. Por ela, correram grandes nomes da categoria, como os campeões mundiais Jacques Villeneuve e Jenson Button, além do brasileiro Ricardo Zonta.

O acordo entre BAT e McLaren é o segundo envolvendo marcas de tabaco e Fórmula 1 nos últimos meses. Em outubro do ano passado, a Philip Morris, dona da marca Marlboro, patrocinadora de longa data da Ferrari, decidiu mudar o foco e criou a campanha “Mission Winnow”, a favor da substituição do cigarro. O nome da campanha passou a figurar não só no carro como também nos macacões e capacetes dos pilotos da escuderia italiana.

Fonte: Máquina do Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *