F1: Bruno Senna admite dificuldade na volta à China

Ausente do Grande Prêmio da China do ano passado, realizado numa época em que era o terceiro piloto da Lotus Renault GP e ainda não havia assumido o posto ocupado desde o início do campeonato pelo alemão Nick Heidfeld, Bruno Senna reconheceu que a readaptação ao circuito de Xangai foi mais dura que o previsto.

“O mais difícil foi reaprender a pista. Foi um dia mais complicado que o esperado”, comentou o brasileiro, que voltou a treinar apenas na segunda parte dos ensaios livres e fechou na 18ª posição.
Bruno correu o GP da China de 2010 pela HRT com um carro cujo desempenho não era muito superior ao da Fórmula GP2 – uma das divisões de acesso que acompanha a Fórmula 1 na maior parte do calendário. Depois do 6º lugar na Malásia no mês passado, seu melhor resultado na categoria, Bruno chegou à terceira etapa animado com a boa forma da Williams, mas a largada em Xangai se mostrou insuficiente para confirmar a expectativa positiva. “Foi um dia atípico, com uma condição esquisita, frio, pista molhada, pista seca… Não conseguimos extrair o máximo do carro, mas deu para sentir que a performance com bastante combustível estava boa”, analisou.
Sobre as possibilidades da equipe nas tomadas classificatórias, Bruno disse que ainda é cedo para qualquer prognóstico e que espera por uma evolução do carro na terceira sessão. “Hoje, por exemplo, estava difícil para os pneus da frente. Como o estado do asfalto variou bastante, o equilíbrio do carro não era o ideal na segunda parte dos treinos”, lembrou. Bruno observou ainda que as características do traçado podem induzir a uma avaliação enganosa. “A asa móvel traseira é bem mais ativa aqui do que na Malásia e isso se reflete bastante nos treinos, mas nosso potencial na corrida é melhor.”
Durante a semana, Bruno participou da campanha #SennaMeInspira, que homenageia o aniversário de 52 anos do tricampeão mundial de Fórmula 1 (clique aqui para ver). Quem quiser participar, basta gravar um vídeo, de no máximo 30 segundos, respondendo de forma bem criativa a seguinte pergunta: como Ayrton Senna te inspira? Depois, é só fazer o upload no YouTube e seguir as instruções no site www.sennameinspira.com.br. Os 10 melhores vídeos farão parte de uma grande exposição em homenagem a Ayrton Senna. O prazo para o envio de vídeos é 26 de abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *